Blog do Marcelo Lira

Blog do Marcelo Lira
Apenas minha OPINIÃO, todos tem o DIREITO de discordar dela, mas todos tem o DEVER de respeitá-la...

terça-feira, 22 de maio de 2018

2018 está sendo muito diferente de 2017 para a Prefeitura de Imperatriz...


Até o fim do primeiro trimestre de 2018 o prefeito de Imperatriz, Assis Ramos-MDB e sua equipe, orgulhosamente mostravam pesquisas que apresentavam índices de satisfação da população superiores a 60%, confesso que achava esse percentual exagerado, mas reconheço que vivia um bom momento e que provavelmente devia ter bons índices de aprovação popular...
Mas conforme escrevi no final de janeiro o momento era favorável, tudo vinha bem, o ano de 2017 ainda tinha uma forte influência da gestão anterior, de Sebastião Madeira-PSDB, o governo do estado como sempre muito presente em Imperatriz e a disputa eleitoral pelo governo do estado ainda estava longe, comparei o momento a um barco sem remos descendo a correnteza, mas questionei como seria quando tivesse que subir o rio sem ter a correnteza a favor.
O clima de eleição começou a tomar conta da cidade, e o prefeito que, conforme escrevi no inicio de março, que negava a aliança com a Família Sarney, como como Pedro negou Jesus, teve que abraçar a "Branca" e aparecer ao lado dela em eventos em Imperatriz, isso causou uma situação delicada com o vice-prefeito, que em um evento apareceu com camisa do MDB, partido do Prefeito e da Família Sarney, mas acabou indo com Eduardo Braide-PMN, considerado o "outsider" na disputa pelo Palácio dos Leões, por não ter o apoio que esperava para a sua candidatura a Deputado Estadual criando uma "saia justa", conforme escrevi também no mês de março, ou seja passou a ter um rival eleitoral pras eleições 2018 dentro da própria prefeitura.
Além de ser obrigado, por compromissos eleitorais, a assumir abertamente a ligação com a Família Sarney, que tanto negou na eleição municipal de 2016, a aprovação do Prefeito começou a sofrer ataques criados por ações executadas com pouco ou nenhum planejamento, como a mudança de sentido das ruas Dom Pedro I e Dom Pedro II, duas das principais ruas do bairro Bacuri, o mais populoso da cidade, sem que tivesse sido feito, pelo menos não foi apresentado, um estudo de impacto sócio-econômico, o que fez com que a medida prejudicasse dezenas de comerciantes do bairro, conforme escrevi, também em março.
Ainda em março, mas no final, estoura a que talvez seja a pior das bombas do governo municipal, o corte da C.E.T., Condição Especial de Trabalho, gratificação que os funcionários municipais efetivos e os contratados em cargo de chefia tinham e que em alguns casos representava quase 50% da remuneração de muitos trabalhadores do serviço público municipal, para provável adequação da folha de pagamento após ser descoberto que a prefeitura ultrapassou o limite legal de comprometimento da receita municipal com pagamento de salários em mais de R$ 650.000,00 mensais, conforme escrevi, o prefeito começou a "se enrolar"...
Maio foi um mês conturbado, nas redes sociais apareciam vídeos de denúncias das condições precárias da educação municipal, como falta de merenda escolar, falta de livros didáticos e demora na entrega do fardamento, e os professores cobrando que o município pagasse o piso nacional da categoria com efeito retroativo e ameaçando entrar em greve caso a prefeitura não os atendesse.
A prefeitura não os atendeu e a greve foi deflagrada...
A "cereja do bolo" das trapalhadas da Prefeitura, até agora, é o projeto da ZONA AZUL DE ESTACIONAMENTO, que pretende entregar a uma empresa privada os espaços públicos de estacionamento nas ruas do centro de Imperatriz, dificultando a vida dos trabalhadores e estudantes que precisam todos os dias ir ao centro da cidade para trabalhar e estudar.
Em um ano eleitoral crucial para a Família Sarney, que historicamente tem altos índices de rejeição na cidade, diante de todos os fatos citados, e considerando que Roseana em outras campanhas chegou a não usar o próprio sobrenome para fugir do "peso" da rejeição, será que ela está vendo o Prefeito de Imperatriz com o mesmo potencial eleitoral de antigamente? Será que ela freará as medidas impopulares tomadas pelo gestor municipal para não comprometer o seu projeto eleitoral de 2018?
Só o tempo dirá...
Mas será que o Prefeito faria uma pesquisa de aprovação popular hoje e apresentaria os números com o mesmo orgulho como fez no início do ano???

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PENSO, LOGO EXISTO (René Descartes)...

PENSO, LOGO EXISTO (René Descartes)...

Seguem esse blog: