Blog do Marcelo Lira

Blog do Marcelo Lira
Apenas minha OPINIÃO, todos tem o DIREITO de discordar dela, mas todos tem o DEVER de respeitá-la...

quarta-feira, 23 de novembro de 2016

BANDA AMARAL RAPOSO É CAMPEÃ MARANHENSE DE FANFARRAS E AGORA VAI REPRESENTAR O ESTADO EM COMPETIÇÕES REGIONAIS E NACIONAIS...

Você já ouviu a Banda Marcial Amaral Raposo tocar?
Eu já, e é incrível, sensacional...



O TEXTO A SEGUIR É DO REGENTE HARIDONES OLIVEIRA:

Nesse último final de semana(19/11). A Banda Marcial Estadual Amaral Raposo esteve na capital São Luís-MA participando do maior evento de Banda e Fanfarras do Nosso Estado - XIII Campeonato de Fanfarras e Bandas do Estado do Maranhão, onde após muitas lutas, sangue e suor obtivemos após longos anos a felicidade de termos sido agraciados com as conquistas.
# Banda Campeã na Categoria Banda Marcial;
# Campeão na Categoria melhor Mór - Vinícius Souza
# 3° Lugar na Categoria Baliza/Balizador - Hexedro Mickeias

Em suma, tivemos a honra de ser a Corporação Campeã Geral desse evento.

Agradecemos a cada cidadão que doou um pouco de seu tempo e de valores financeiros para nós ajudar nessa jornada. A mostrarcada pai que incentivou seu filho a se permanecer em uma prática salutar para sua formação. A cada aluno que se dedicou com ensaios praticamente diários e realizando sacrifícios enormes para compor o grupo. Agradecemos ainda ao nosso deputado professor Marco Aurélio pelas inúmeras vezes que realizou intervenções importantes em prol da BMAR e ao Governo do Estado, em nome do Secretário de Estado da Infraestrutura Estrutura, Clayton Noleto que gentilmente nos cedeu o ônibus para estarmos ali para trazer ao povo de nossa cidade, a alegria de saber que temos uma banda de tamanha tradição que luta para bem representá-la. Com essa Grande Vitória, a Banda ganha direito a um ônibus para participarmos nesse próximos dos Campeonatos Norte Nordeste e da Copa Nacional de Bandas e Fanfarras Campeãs que ocorrerá nos dias 03 e 04/12/16 em Recife - Pernambuco. Mais uma vez vamos em busca de fazer o nosso melhor, mas sempre contando com a sua participação em apoiar a Banda Marcial.
É a BMAR rumo ao NN e Brasileiro 2016!

#recifeaivamosnos
#somostodosbmar
#pelafe

terça-feira, 22 de novembro de 2016

FUTURO PREFEITO DE IMPERATRIZ, AINDA NEM ASSUMIU, E JÁ SENTIU, PELA PRIMEIRA VEZ, O PODER E A PRESSÃO DAS REDES SOCIAIS SOBRE QUEM ESTÁ NO PODER...


Após solicitar um imoral aumento de salário para si e para seu secretariado, e o documento ter vazado para as redes sociais, o que gerou uma enxurrada de críticas, pela primeira vez, antes mesmo de assumir o mandato, o futuro prefeito de Imperatriz sentiu o quanto a opinião pública pode exercer uma forte pressão através das redes sociais.
A polêmica foi gerada porque o município passa por graves problemas financeiros, a demanda regional por serviços públicos municipais coloca o executivo em uma situação difícil.
Mas o maior agravante da situação foi o fato de que há categorias de servidores do município com até 4 (quatro) meses de atraso no repasse do TICKET-ALIMENTAÇÃO, isso fez com que o pedido de aumento de salário do futuro prefeito soasse mal.
Não se questiona a legalidade nem o direito ao pedido de aumento, todo trabalhador deveria ser tão bem remunerado quanto um prefeito ou um secretário, o que se questiona é que o momento não é adequado, o futuro prefeito deveria ter como prioridade os problemas do atraso dos benefícios dos funcionários do município.
O artigo 38 da Constituição Federal traz a seguinte redação:

Art. 38. Ao servidor público em exercício de mandato eletivo aplicam-se as seguintes disposições:
        I -  tratando-se de mandato eletivo federal, estadual ou distrital, ficará afastado de seu cargo, emprego ou função;
        II -  investido no mandato de Prefeito, será afastado do cargo, emprego ou função, sendo-lhe facultado optar pela sua remuneração;
        III -  investido no mandato de Vereador, havendo compatibilidade de horários, perceberá as vantagens de seu cargo, emprego ou função, sem prejuízo da remuneração do cargo eletivo, e, não havendo compatibilidade, será aplicada a norma do inciso anterior;
        IV -  em qualquer caso que exija o afastamento para o exercício de mandato eletivo, seu tempo de serviço será contado para todos os efeitos legais, exceto para promoção por merecimento;
        V -  para efeito de benefício previdenciário, no caso de afastamento, os valores serão determinados como se no exercício estivesse.

Ou seja, como pessoa inteligente que é, o futuro Prefeito de Imperatriz, com certeza é conhecedor do seu direito constitucional que lhe garante optar por assumir o mandato e continuar a receber os vencimentos de delegado.
Então por que ele se expôs a um desgaste tão grande?
Creio que esse pedido deve ter sido mais para atender a solicitações dos futuros secretários.
Mas também poderia ser o medo da famigerada PEC 55, que se aprovada dificultará futuros aumentos.
E isso se confirma com a "PARTE II" dessa história, que foi a notícia de que o futuro Prefeito irá optar por continuar a receber o salário de delegado durante o exercício do mandato, e que a solicitação de aumento seria apenas para os membros do seu primeiro escalão.
Mas se é para aumentar, por que só o primeiro escalão?
Provavelmente a resposta seria: "porque iria quebrar a Prefeitura".
Ouvi esta semana de um grande político da região que com o aumento das demandas por serviços públicos e a redução dos repasses dos recursos, a Prefeitura de Imperatriz está ficando "INADMININISTRÁVEL".
Penso que a Câmara Municipal, em solidariedade aos funcionários municipais que não são do "PRIMEIRO ESCALÃO" e que estão com vários meses de benefícios atrasados, não deveria aprovar essa solicitação, pois como disse anteriormente, nem tudo que é LEGAL é MORAL, assim como nem tudo que é CORRETO é ADEQUADO.
Todavia o seu secretariado é composto por empresários e funcionários públicos que já possuem rendas muito superiores à grande maioria da população brasileira, e o atual salário de vice-prefeito e secretário municipal já é muito bom, então o bom-senso, deveria imperar e esses profissionais, já bem sucedidos em suas carreiras, deveriam optar, por uma questão MORAL E ÉTICA, por permanecerem com atual salário.
Creio que o futuro Prefeito de Imperatriz, em função de sua profissão, não deve estar acostumado a ser tão contestado ou tão vigiado, hoje vivemos na "Era da Informação" e as redes sociais tem um grande poder.
Ele fez uma campanha com base em promessas que estão gravadas em HD's, memory cards e nas nuvens, e assim como qualquer político, sempre que der um tropeço, "alguém" vai perceber e isso será exposto nas redes sociais.


FUTURO PREFEITO DE IMPERATRIZ, AINDA NEM ASSUMIU, E JÁ SENTIU, PELA PRIMEIRA VEZ, O PODER E A PRESSÃO DAS REDES SOCIAIS SOBRE QUEM ESTÁ NO PODER...


Após solicitar um imoral aumento de salário para si e para seu secretariado, e o documento ter vazado para as redes sociais, o que gerou uma enxurrada de críticas, pela primeira vez, antes mesmo de assumir o mandato, o futuro prefeito de Imperatriz sentiu o quanto a opinião pública pode exercer uma forte pressão através das redes sociais.
A polêmica foi gerada porque o município passa por graves problemas financeiros, a demanda regional por serviços públicos municipais coloca o executivo em uma situação difícil.
Mas o maior agravante da situação foi o fato de que há categorias de servidores do município com até 4 (quatro) meses de atraso no repasse do TICKET-ALIMENTAÇÃO, isso fez com que o pedido de aumento de salário do futuro prefeito soasse mal.
Não se questiona a legalidade nem o direito ao pedido de aumento, todo trabalhador deveria ser tão bem remunerado quanto um prefeito ou um secretário, o que se questiona é que o momento não é adequado, o futuro prefeito deveria ter como prioridade os problemas do atraso dos benefícios dos funcionários do município.
O artigo 38 da Constituição Federal traz a seguinte redação:

Art. 38. Ao servidor público em exercício de mandato eletivo aplicam-se as seguintes disposições:
        I -  tratando-se de mandato eletivo federal, estadual ou distrital, ficará afastado de seu cargo, emprego ou função;
        II -  investido no mandato de Prefeito, será afastado do cargo, emprego ou função, sendo-lhe facultado optar pela sua remuneração;
        III -  investido no mandato de Vereador, havendo compatibilidade de horários, perceberá as vantagens de seu cargo, emprego ou função, sem prejuízo da remuneração do cargo eletivo, e, não havendo compatibilidade, será aplicada a norma do inciso anterior;
        IV -  em qualquer caso que exija o afastamento para o exercício de mandato eletivo, seu tempo de serviço será contado para todos os efeitos legais, exceto para promoção por merecimento;
        V -  para efeito de benefício previdenciário, no caso de afastamento, os valores serão determinados como se no exercício estivesse.

Ou seja, como pessoa inteligente que é, o futuro Prefeito de Imperatriz, com certeza é conhecedor do seu direito constitucional que lha garante optar por assumir o mandato e continuar a receber os vencimentos de delegado.
Então por que ele se expôs a um desgaste tão grande?
Creio que esse pedido deve ter sido mais para atender a solicitações dos futuros secretários.
Mas também poderia ser o medo da famigerada PEC 55, que se aprovada dificultará futuros aumentos.
E isso se conforma com a "PARTE II" dessa história, que foi a notícia de que o futuro Prefeito irá optar por continuar a receber o salário de delegado durante o exercício do mandato, e que a solicitação de aumento seria apenas para os membros do seu primeiro escalão.
Mas se é para aumentar, por que só o primeiro escalão?
Provavelmente a resposta seria: "porque iria quebrar a Prefeitura".
Ouvi esta semana de um grande político da região que com o aumento das demandas por serviços públicos e a redução dos repasses dos recursos, a Prefeitura de Imperatriz está ficando "INADMININISTRÁVEL".
Todavia o seu secretariado é composto por empresários e funcionários públicos que já possuem rendas muito superiores à grande maioria da população brasileira, e o atual salário de vice-prefeito e secretário municipal já é muito bom, então o bom-senso, deveria imperar e esses profissionais, já bem sucedidos em suas carreiras, deveriam optar, por uma questão MORAL E ÉTICA, por permanecerem com atual salário.
Creio que o futuro Prefeito de Imperatriz, em função de sua profissão, não deve estar acostumado a ser tão contestado ou tão vigiado, hoje vivemos na "Era da Informação" e as redes sociais tem um grande poder.
Ele fez uma campanha com base em promessas que estão gravadas em HD's, memory cards e nas nuvens, e assim como qualquer político, sempre que der um tropeço, "alguém" vai perceber e isso será exposto nas redes sociais.


sábado, 19 de novembro de 2016

PEDIR AUMENTO ANTES DE ASSUMIR A PREFEITURA, NA ATUAL SITUAÇÃO FINANCEIRA DE IMPERATRIZ-MA, É UM ATO DE EXTREMA INSENSIBILIDADE E DESCASO COM A CIDADE...

Existe uma diferença entre o que é LEGAL e o que é MORAL.
No meu um prefeito que ainda  nem tomou posse de uma cidade com sérios problemas financeiros como Imperatriz-Ma, pedir aumento salarial pra si e todo o primeiro escalão de sua equipe, que também nem assumiu, é IMORAL.
Nesta mesma semana servidores municupais ocuparam a Câmara Municipal pra reinvidicar o pagamento de meses atrasados do TICKET-ALIMENTAÇÃO.
Imperatriz, segundo a atual gestão municipal vive um sério problema financeiro em função da alta demanda de cidadãos de outros municípios que vem buscar serviços públicos que são mantidos com recursos municipais.
Pedir aumento salarial para os cargos mais altos de uma equipe de gestão municipal que ainda nem assumiu demonstra INSENSIBILIDADE e DESCASO, do futuro Prefeito e sua equipe com os problemas da cidade.
Cabe ao atual Prefeito, Sebastião Madeira, enviar ou não  à Câmara Municipal a proposta de aumento salarial solicitada pelo futuro prefeito.
Todavia, caso o Perfeito Madeira envie, se coloca numa situação complicada e que contradiz o seu discurso sobre as dificuldades financeiras enfrentadas pela gestão municipal, o que vai piorar, e muito, a sua imagem junto aos servidores do município que reincidicam os benefícios atrasados.
Se por uma INFELICIDADE o atual Prefeito encaminhar esse ABSURDO para apreciação da Câmara Municipal, cabe à atual composição do legislatico impedir que esse ato de extremo DESRESPEITO à cidade, seus munícipes e seus problemas, seja aprovado.
Será que essa solicitação do futuro Prefeito é reflexo de um possível medo da aprovação da PEC 55 proposta pela equipe do seu correligionário Predidente da República, que vai PIORAR ainda mais a situação dos serviços públicos e dos servidores???

segunda-feira, 7 de novembro de 2016

MINHA VISÃO SOBRE A VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER E O CASO DA ADVOGADA E OS POLICIAIS...

Está circulando nas redes sociais um vídeo de uma mulher que se identifica como advogada e que enfrenta policiais, de acordo com o vídeo ela reclamava contra a operação da PM contra um grupo que continha mulheres e crianças.
Sempre digo a meus amigos, alunos e ex-alunos policiais que os bons policiais são responsáveis por zelar pelo bom nome da classe.
O caso aconteceu ontem antes do jogo da final da Série C entre Guarani-SP e Boa Esporte-MG, na cidade mineira de Varginha.
Como uma boa parte dos advogados, eu disse boa parte, não todos, esta assumiu uma postura prepotente e agressiva na defesa dos seus interesses.
O que resultou em uma agressão desproporcional do policial à mesma.
Se ela estava desacatando os policiais, por que não foi imobilizada, presa e conduzida para a delegacia?
O policial tem o direito de agredir desproporcionalmente uma mulher, mesmo que essa a falte com respeito?
Muitos vão dizer que eu não sei do que estou falando, pois não sou policial, mas acontece que há alguns poucos meses passei poe uma situação muito semelhante à vivida por esse policial, uma advogada teve uma postura semelhante comigo no meu local de trabalho pelo simples fato de, eu e meu colega, podermos atender suas "ordens" e eu ter pedido para que ela se retirasse.
Só não fui agredido fisicamente porque o seu cliente e meu colega a seguraram, e ela ainda saiu pelos corredores esbravejando que tinha sido agredida e que iria chamar a polícia e a OAB, fato que não aconteceu, pois caso viessem teria testemunhas a meu favor.
A questão é: poderia ou deveria o policial ter agredido aquela mulher de forma tão desproporcional como ele fez?
Na minha concepção, não.
Deveria aquela mulher, por ser advogada, desacatar os policiais?
Na minha concepção, também não.
Sou contra a violência contra mulher, e também sou contra o desrespeito promovido por profissionais que se acham superiores a outros,por questão de princípios.
Se os policiais tinham convicção do seu desacato, creio que deveriam tê-la imobilizado, algemado e conduzido à delegacia.

terça-feira, 1 de novembro de 2016

SANCIONADA LEI QUE CRIA A UEMASUL...

Hoje pela manhã foi sancionada a lei que cria a UEMASUL, Universidade Estadual do Sul do Maranhão, uma grande conquista, não só para a comunidade acadêmica do antigo CESI-UEMA, mas de todo o sul do estado.
E que seja dado o mérito ao Governador Flávio Dino e à bancada de deputados estaduais da região, em especial ao Dep. Marco Aurélio, pelo empenho nessa conquista.
Imperatriz é uma cidade que superou o marasmo econômico do final dos anos 1990 com o surgimento das primeiras instituições privadas de ensino superior, FACIMP (hoje DeVry), FAMA (hoje Pitágoras), FEST, Unisulma e posteriormente a Universidade CEUMA, que cresceram e atraíram mais e mais alunos, movimentaram o comércio e o mercado imobiliário, e fizeram com que a cidade se tornasse referência regional em educação universitária.
Esse crescimento impulsionou além dos avanços econômicos o crescimento da UFMA e do IFMA na cidade, todavia a UEMA parecia estar parada no tempo, mesmo com um bom corpo docente e alunos empenhados em fazer com que ela crescesse, a gestão centralizadora e descompromissada da Reitoria em São Luis parecia não estar alinhada com os interesses e demandas da cidade de Imperatriz e o interior do Maranhão. Tanto que a reitoria, mais preocupada com a perda de parte dos recursos que geria, posicionou-se contra o projeto.
Com a independência para gerir os próprios recursos e aprovar e executar os próprios projetos, a expectativa e que a UEMASUL se torne uma gigante regional m produção de ciência.
Como professor tenho a convicção de que o crescimento de uma instituição de ensino superior traz benefícios para toda a cidade, por isso, comemoremos esse avanço.

PENSO, LOGO EXISTO (René Descartes)...

PENSO, LOGO EXISTO (René Descartes)...

Seguem esse blog: