Blog do Marcelo Lira

Blog do Marcelo Lira
Apenas minha OPINIÃO, todos tem o DIREITO de discordar dela, mas todos tem o DEVER de respeitá-la...

terça-feira, 24 de dezembro de 2013

ROTINA PÓS-CHUVA DE IMPERATRIZ...

Mais uma chuva forte...
A mesma incompetência e negligência da Prefeitura de Imperatriz...
Novas crateras se abrindo, lama, poças que se transformam em lagos no meio das ruas sem saneamento...
E o dinheiro público escoa pelo ralo, juntamente com asfalto eleitoreiro feito a base de açúcar e sonrizal...

Essa cratera da foto (de Rosana Barros) havia sido fechada pela prefeitura há poucos dias após uma chuva forte, o serviço mal feito, pago com dinheiro público, fez com que o asfalto eleitoreiro se desmanchasse...
Não acredito que os "engenheiros" da prefeitura sejam tão incompetentes, cidadão sabe que nesses casos não adianta só aterrar e fazer um "migué" para enganar o povo, pois na próxima chuva a cratera vai voltar...

sexta-feira, 20 de dezembro de 2013

A TEIMOSIA DO "TIÃO" COM A 8.666/93...

O "Tião" teimou mais uma vez, desobedeceu a 8.666/93, a Lei de Licitações, a lei que regulamenta o processo de contratação de serviços e de compra de produtos entre órgãos públicos e a iniciativa privada...
Segundo o BLOG DO RAIMUNDO GARRONE, o "Tião" contratou uma empresa para fazer coleta de resíduos sólidos domiciliares e varrição de ruas (coletar lixo e varrer as ruas) pela bagatela de R$  14.609.883,00 (quatorze milhões seiscentos e nove mil e oitocentos e oitenta e três reais), sem licitação, ou seja, desrespeitou a Lei de Licitações, mais uma vez...
Se isso se comprovar, pode gerar outro processo por improbidade administrativa, mais um para a coleção, o que pode vir a ratificar o que venho dizendo há alguns anos: "O FUTURO POLÍTICO DO PREFEITO DE IMPERATRIZ SERÁ IGUAL AO DOS SEUS ANTECESSORES, A INELEGIBILIDADE..."!!!
Não acredito que seja incapacidade intelectual do Prefeito ao cometer erros grosseiros como esse e colocar em risco o seu futuro político, com certeza ele conhece a legislação, mas pelo que se ouve falar pela "rádio-peão", o "pobre" prefeito quando não está sendo extorquido, está sendo chantageado, é pressão para tudo quanto é lado, muita gente, no legislativo e no executivo, que aparece do lado do TIÃO na surdina quer ver sua caveira e encher o próprio bolso, mas ele que quis assim, tinha tudo para fazer diferente, mas repetiu a medíocre rotina da política de baixo-nível de acordos e barganhas, e só se pode colher o que se planta...

quinta-feira, 12 de dezembro de 2013

A 1ª DERROTA NA CÂMARA E UM CONSTRANGIMENTO PÚBLICO PODEM MARCAR O INÍCIO DO RACHA DO GRUPO DOS “MADEIRETES” COM O PREFEITO DE IMPERATRIZ...

ASSIM ESTÁ O GRUPO DOS 'MADEIRETES" NA
CÂMARA  MUNICIPAL, "RACHANDO"...
Recentemente alguns fatos estão, gradativamente, mostrando que nem tudo são flores dentro do “ninho dos madeiretes”, o grupo dos 17 vereadores que em diversos momentos colocou em risco o seu nome perante a opinião pública para atender aos interesses do Prefeito...
Um vereador já assumiu publicamente que abandonou a o grupo e chegou a dizer que daquele momento em diante seria u vereador de verdade...
Há poucos dias o Prefeito sofreu a primeira derrota na Câmara Municipal, há quem diga que devidamente arquitetada por “madeiretes” insatisfeitos...
Mas o que mais me chamou a atenção foi o relato de uma fonte fidedigna que me garantiu que na “boca-livre” bancada pelo governo do estado para agradar, apoiadores, correligionários e puxa-sacos da região Tocantina, o Prefeito passou pelo constrangimento gerado por um vereador “peso-pesado”, que queria que, no calor da festa e de algumas doses de whisky, que o chefe do executivo municipal o anunciasse como “candidato do prefeito” à sucessão municipal em 2016...
Pelo jeito muitas disputas acontecerão dentro da Câmara e da Prefeitura de Imperatriz, o grupo é grande e parece que nem tão coeso quanto tentam passar na "foto oficial"...


EM IMPERATRIZ, GOVERNADORA FAZ FESTA "CHIQUE" ENQUANTO O A CIDADE FICA NA LAMA E SEM ÁGUA. SERIA MEDO OU NOJO DOS CIDADÃOS IMPERATRIZENSES???

Tem "bigodão" também...
Na noite de ontem o governo do "2º" estado mais pobre do Brasil (renda per capita R$ 17,00 menos pobre que o Piaui) promoveu uma festa de confraternização (queria saber quem pagou a conta...) para correligionários e puxa-sacos e obviamente promoveu a campanha de seu desconhecido candidato ao governo do estado...
Enquanto isso uma grande parcela povo da cidade ainda limpava a lama, desviava de buracos, ou melhor, crateras, e contabilizava os prejuízos provocados pela grande chuva que acontecera há pouco menos de 24 horas da "boca-livre"...
Se não bastasse a lama, as crateras e os prejuízos, a cidade ainda sofre sem água que deveria ser regularmente fornecida pela CAEMA, que é uma empresa de estadual e cuja CPI foi retirada pelo grupo de vereadores apoiado$ por ela e seu desconhecido candidato...
Mais uma vez a chefa do executivo estadual veio a Imperatriz e preferiu se proteger do povo em um lugar seguro e chique, cercada de seus puxa-sacos mais fiéis na região Tocantina...
Não é de hoje que as visitas da governadora na segunda maior e mais importante cidade do interior do estado são marcadas por eventos reservados, longe do povo e como de praxe, foi mantida a indiferença ao que gera sofrimento aos cidadãos desse estado que há quase 50 anos vem sofrendo na paradoxal pobreza e subdesenvolvimento sócio-econômico em um estado que poderia ser um dos mais ricos do país...

quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

ASFALTO ELEITOREIRO SE DESMANCHA EM IMPERATRIZ...

Vem de longa data, de muitos prefeitos, a prática eleitoreira de se espalhar asfalto para maquiar a cidade, principalmente próximo aos períodos eleitorais...
Esse tipo de ação tem duas finalidades:

  1. Enganar a população menos esclarecida através de uma maquiagem "asfáltica", criando a falsa image de urbanização, sendo que a ausência de planejamento direcionado para a drenagem das águas pluviais somada à baixa qualidade dos materiais faz com que os resultados sejam pouco duradouros e geralmente não resistindo às primeiras chuvas ou até mesmo à ausência de saneamento básico...
  2. A curta vida-útil do asfalto eleitoreiro de baixa qualidade garante a longevidade dos contratos com as empreiteiras financiadoras de campanhas e/ou de propriedade de parentes e correligionários...
As fotos a seguir, expostas no FACEBOOK, mostram os resultados da chuva desta madrugada em Imperatriz:
Ponte da Rua Floriano Peixoto (Foto: Cleon Alves)

Rua Godofredo Viana com Rafael de Almeida, Bacuri
(Foto Rosana Barros)

Rua Amazonas, obra inacabável
(Foto Marlon Moura)


terça-feira, 10 de dezembro de 2013

JOÃO LISBOA CONSOLIDA ROSÂNGELA CURADO-PDT COMO NOVA FORÇA POLÍTICA SUL-MARANHENSE...

O título de cidadania do Município de João Lisboa-MA, a 13 km de Imperatriz, que Rosângela Curado-PDT recebe nesta manhã na Câmara Municipal, pode ser interpretado como a consolidação do que muitos analistas apontam como o despontar de uma nova força política na região.
Surgindo timidamente no ano passado com uma campanha com poucos recursos, mas com muito carisma, Rosângela surpreendeu muitos e gerou medo nos que a viram e a vêem como ameaça...
Hoje Rosângela Curado se encontra, juntamente com a maioria da população maranhense, como apontam as pesquisas, do lado da mudança, da renovação política, da ruptura com os 50 anos de atraso e miséria que assolam o Maranhão!!!

quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

O QUE É FATO E O QUE É POLITICAGEM SOBRE O ÔNIBUS DOADO AO MUNICÍPIO DE IMPERATRIZ PARA A PREVENÇÃO DO CÂNCER???

Do dia do anúncio até o dia da entrega, muita badalação e bajulação aconteceram sempre que era abordado o tema do ônibus superequipado que foi doado ao município para ajudar nas ações de prevenção do câncer...
O frenesi se intensificou com a presença do Ministro da Saúde e o Presidente da Vale, e muita gente queria aparecer ao lado de tão ilustres figuras da cena política e econômica nacional...
Houve político que se antecipou aos esclarecimentos e assumiu a “paternidade” de tão importante ferramenta tecnológica e depois teve que se contentar em agradecer ao ministro e ao presidente da multinacional.
Na cerimonia de entrega a rotina dos eventos políticos se repetia como de praxe, muitos querendo falar, outros só querendo tirar uma foto, empurra-empurra, abraços, tapinhas nas costas e promessas de mais obras e investimentos. Tomara que tudo se concretize, não por uma questão político-eleitoral, mas por uma questão de que isso nada mais é do que direito do povo em ter suas demandas atendidas e dever dos homens públicos em atendê-las.
Depois de toda a “festa” para espanto de todos, o ônibus não saiu às ruas da cidade, nos bairros da periferia, atendendo à população, que diferentemente dos nossos governantes, não tem acesso a ações preventivas e muito menos tem condições de buscar tratamento em um “sírio-libanês”.
O ônibus tão aguardado, tão badalado, cuja “paternidade” era disputada por muitos, foi para estacionamento da Secretaria de Infraestrutura, ao lado de tambores de pinche, caminhões e máquinas pesadas, sem proteção, exposto às intempéries do final de ano imperatrizense, que alterna dias com calor de 40°C e  dias com chuvas torrenciais...
Fotos do ônibus parado e desprotegido circularam nas redes sociais, nos comentários muitos mostravam a preocupação de que algo tão valioso e com a capacidade de salvar muitas vidas fosse perdido vitimado pelo descaso com a coisa pública que assola, não só os políticos de Imperatriz, mas de todos o Brasil.
Rapidamente as defesas surgiram para justificar as fotos, falavam que estavam sendo aguardadas licenças e treinamentos das equipes, para que o ônibus pudesse começar a funcionar...
Diante respostas aos questionamentos, lanço novos questionamentos:

1 - Se há a necessidade de licenças especiais e treinamentos específicos, por que as mesmas não foram providenciadas de forma tempestiva, para que tudo pudesse começar a funcionar com mais rapidez?

2 - Considerando o questionamento anterior, a cerimônia de entrega com a presença de nomes de relevância nacional na política e na economia, tem mais importância política do que as ações preventivas que podem salvar vidas de pessoas portadoras de câncer?

3 - Considerando o questionamento anterior, a cerimônia de entrega com a presença de nomes de relevância nacional na política e na economia, tem mais importância política do que as ações preventivas que podem salvar vidas de pessoas portadoras de câncer?

PROJETO DO VEREADOR ESMERAHDSON DE PINHO PODE AJUDAR A MINIMIZAR O SOFRIMENTO DOS USUÁRIOS DO SUS EM IMPERATRIZ...

Ontem como em diversos outros dias o caos tomou conta do principal posto de saúde de Imperatriz, um conjunto de falhas fez com que os usuários do SUS que ali buscavam atendimento e agendamentos ficassem sem o atendimento de suas demandas.
O resultado foi o acúmulo de pessoas e tumulto...
Não há dúvidas que falta investimento em tecnologia e treinamento, um projeto do vereador Esmerahdson de Pinho, focado na implantação de um prontuário eletrônico na rede municipal de saúde pode minimizar o problema e o sofrimento da população...


O Vice-Presidente da Câmara Municipal de Vereadores de Imperatriz-Ma. Vereador Esmerahdson de Pinho (PSDB) Apresentará nesta quinta feira dia 05 de dezembro próximo um Projeto de Lei que visa à criação e implantação do prontuário eletrônico na rede municipal de saúde de Imperatriz, destinada aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS).
O prontuário é o documento que conserva e transmite as informações sobre o acompanhamento médico do paciente. A vantagem da versão eletrônica é a mobilidade com que as informações sobre diagnósticos e quadros clínicos podem transitar nas redes digitais dos sistemas de saúde.
Atualmente, na rede municipal de saúde de Imperatriz como na maioria das cidades brasileiras, as informações dos pacientes são registradas em prontuários de papel. Cada médico gera um novo documento que fica suscetível à ação do tempo e à desorganização das unidades de atendimento. Muitas vezes, cada nova consulta gera um novo prontuário. Com a digitalização, o paciente terá a cronologia dos seus atendimentos disponíveis na rede, com todas as informações relacionadas a exames, diagnósticos e medicamentos utilizados. O objetivo é facilitar o trabalho dos profissionais da medicina e propiciar mais segurança aos clientes do SUS.
O projeto será encaminhado às comissões competentes e em seguida apreciado pelo plenário da casa, caso seja aprovado por maioria simples (11 votos) o seu destino final será o executivo que tem a prerrogativa de sancionar ou vetar o importante projeto.

segunda-feira, 2 de dezembro de 2013

O PROBLEMA DA OBRA DO CALÇADÃO DE IMPERATRIZ É INCOMPETÊNCIA+INOPERÂNCIA+POLITICAGEM..

Há menos de um mês para a data mais aguardada pelo comércio, o natal, o maior e mais importante centro de comércio popular de Imperatriz não apresenta condições de receber os cidadãos ávidos para consumir e dar alegria a comerciantes e comerciários...
Atendendo a orientações de segurança, a Prefeitura iniciou tardiamente uma obra que possibilitaria mais segurança, permitindo inclusive o acesso de carros do Corpo de Bombeiros ao local...
Nos últimos dias, representantes dos lojistas estão indo à TV demostrar sua preocupação com a situação e o temor em não ter aquele local devidamente preparado para receber a população.
O BLOG DO MARCELO LIRA identifica nessa obra 3 (três) aspectos muito comuns, que são quase um mal "congênito" impregnado no DNA de quase tudo que a atual gestão municipal faz: INCOMPETÊNCIA, INOPERÂNCIA e POLITICAGEM:


  1. INCOMPETÊNCIA: Quando o Corpo de Bombeiros identificou e indicou a necessidade de modificações para melhorar a segurança do local, a primeira reação da Prefeitura foi de resistência, o que fez com que um precioso tempo fosse perdido na execução de algo que era inevitável, o que prejudicou o processo, haja vista que os prazos legais do processo licitatório, conforme a Lei 8.666/93 (a Lei de Licitações), não podem ser desrespeitados, e esse atraso em iniciar a obra, obviamente reflete no atraso em entregá-la...
  2. INOPERÂNCIA: Uma das desculpas mais utilizadas pela gestão municipal para justificar o injustificável atraso na obra, é colocar a culpa na construtora que venceu a licitação. Porém se o vencedor não é competente ou qualificado para a execução do serviço, a culpa na verdade é da má elaboração do processo licitatório que não definiu de forma clara os critério ou "flexibilizou" as exigências de contratação e execução. Mesmo assim, a Lei de Licitações define atribuições tanto ao contratado quanto ao contratante, podendo o ente público nomear fiscais e aplicar punições sempre que as cláusulas contratuais forem desrespeitadas, se isso não foi feito ou não está sendo feito, é porque não há vontade de fazer...
  3. POLITICAGEM: No início da obra teve até Deputado Federal posando junto com vereador no local, dizendo que foram eles que "trouxeram" tão importante obra para a cidade, como é de praxe, mas na hora que o problema começou a se agravar, ninguém quis ir lá tirar foto para matéria paga dizendo: "...a culpa é minha por toda essa cag***..." !!!!

PENSO, LOGO EXISTO (René Descartes)...

PENSO, LOGO EXISTO (René Descartes)...

Seguem esse blog: