Blog do Marcelo Lira

Blog do Marcelo Lira
Apenas minha OPINIÃO, todos tem o DIREITO de discordar dela, mas todos tem o DEVER de respeitá-la...

sexta-feira, 18 de outubro de 2013

ELEITOR IMPERATRIZENSE, TE DESAFIO, VOCÊ SABE COMO O "SEU VEREADOR" VEM TRATANDO SEUS INTERESSES???

Diante da postura indiferente de boa parte dos vereadores de Imperatriz, que estão menosprezando as dificuldades e as lutas populares, sempre posicionando-se contra aqueles que lhes puseram na, temporária, condição de detentores de cargo público eletivo, pois não votam com o interesse do povo, ficando sempre num BLÁ-BLÁ-BLÁ de indicações de obras e gambiarras que muito provavelmente já estão acertadas com o executivo municipal, eu faço uma proposta aos eleitores imperatrizenses:

  1. Se você eleitor, é usuário de transporte púbico coletivo, procure saber como o vereador que você votou se posicionou e se posiciona perante às solicitações populares de melhoria no transporte público de Imperatriz..., manifeste seu contentamento e ou seu descontentamento, você o elegeu para ser representante e defensor dos interesses do povo na Câmara Municipal de Imperatriz...
  2. Se você eleitor, crê que a educação é a única forma de crescimento e desenvolvimento justo e sustentável, não só para o indivíduo, mas para toda a sociedade, procure saber como o vereador a quem você deu o seu voto se posiciona em relação à melhoria da educação e valorização dos professores..., manifeste seu contentamento e ou seu descontentamento, você o elegeu para ser representante e defensor dos interesses do povo na Câmara Municipal de Imperatriz...
  3. Se você eleitor, assim como toda a cidade de Imperatriz, passou por algum tipo de sofrimento ou constrangimento por quase 1 (uma) semana que a cidade ficou sem água, sem que até agora o problema tenha sido totalmente solucionado, procure saber como o seu vereador se posicionou e vem se posicionando em relação a esse problema..., manifeste seu contentamento e ou seu descontentamento, você o elegeu para ser representante e defensor dos interesses do povo na Câmara Municipal de Imperatriz...
Busque informações das mais diversas fontes, jornais, GOOGLE, redes sociais, blogs, junte-as, analise-as, forme sua opinião e questione o seu representante na Câmara Municipal, parabenize-o se achar que ele merece, ou diga porque não concorda com seu posicionamento...


11 comentários:

  1. Militantes de esquerda acusam PSDB de patrocinar censura no Facebook

    19 de outubro de 2013 | 01:37


    Nesse sentido, reivindicamos as seguintes ações:

    Convocação de reunião com os membros das páginas, dos movimentos e partidos de esquerda que apoiam a causa e os diretores do Facebook Brasil, a fim de denunciar a censura ideológica que Aécio Neves impôs à rede social.
    Maior zelo da rede social na condução de remoção de conteúdo.
    Restabelecimento da democracia na maior rede social do país.

    Rio de Janeiro, 17 de outubro de 2013.

    Assinam esta carta:

    Aécio Never
    Aécio Never P$DB Nunca Mais
    Ateus de Esquerda
    Banidos por Aécio
    Bastidores da Mídia
    Blog do Leitte
    Brizola Comenta
    Colectivo Dignidad
    Contra a Manipulação da Mídia
    Contra a Manipulação de Informação da Mídia Brasileira
    Democratiza Mídia Brasil
    Diga NÃO ao anonimato
    Direita Blindada
    Enio Verri
    Esquerda Revolucionária
    Falando Verdades 2
    Fernando Gaebler
    Fora Alckmin
    Geração Invencível
    Grupo Anti-PIG
    Histórias da Esquerda
    Leitura da Conjuntura
    Leonel Brizola
    Lula Bolado
    Massa de Mídias
    Megacidadania
    Nerd Politizado
    Notícias da Tucanada
    O Patriota – Brasil
    O povo não é bobo, Abaixo a Rede Globo
    O Sentença
    Petista Sincero
    Política no Face
    Porra Serra (Flavio Lomeu)
    PSDB – Nunca Mais
    Revolução de Marx
    Soldadinho de Chumbo
    Stanley Burburinho
    Uma Outra Opinião
    Ursinho do Morenismo
    Vão dizer que eu sou petista

    01/10/2013 – Página “Porra Serra” teve conteúdo retirado do ar. (http://on.fb.me/175yEtm)
    03/10/2013 – Página “Aecio Never” teve conteúdo retirado do ar (http://on.fb.me/1746EW7)
    03/10/2013 – Página “Enio Verri” teve conteúdo retirado do ar (http://on.fb.me/16RzQEf)
    03/10/2013 – Página “Enio Verri” foi retirada do ar (voltou 3 dias depois)
    04/10/2013 – Página “Porra Serra” teve conteúdo retirado do ar (http://on.fb.me/17CTO5k)
    04/10/2013 – Página “Falando Verdades” foi retirada do ar
    04/10/2013 – Página “Aécio Never” foi retirada do ar.
    04/10/2013 – Página “Nerd Politizado” teve conteúdo retirado do ar (http://on.fb.me/16ofIJI)
    08/10/2013 – Págin “Política no Face” teve conteúdo retirado do ar (http://on.fb.me/15TNdFf)
    08/10/2013 – Página “Soldadinho de Chumbo” teve conteúdo retirado do ar (http://on.fb.me/19ls0mF)
    10/10/2013 – Página “Porra Serra” teve conteúdo retirado do ar (http://on.fb.me/GRflh5)
    10/10/2013 – Página “Socialismo da Depressão” teve conteúdo retirado do ar (http://on.fb.me/1fs9AVL)
    11/10/2013 – Página “Porra Serra” teve conteúdo retirado do ar (http://on.fb.me/GRflh5)
    13/10/2013 – Página “Banidos por Aécio Neves” teve conteúdo removido do ar (http://on.fb.me/1cLOHUk)

    http://www.viomundo.com.br/denuncias/petista-denuncia-que-facebook-censura-criticas-a-aecio-neves.html

    Censuradas anteriormente por Beto Richa:

    http://on.fb.me/1cyumiR

    http://on.fb.me/16RA0LW

    Por: Miguel do Rosário

    ResponderExcluir
  2. A esta gangue de vereadores que estão na camara, não passa de sangue sugas .ESTÃO IGUAIS a gangue que agora é formada pela ex senadora marina , eduardo campos e a globo e o PIG e enotem o que eu estou dizendo: a eleição para presidente vai se decidir em junho e julho, durante a Copa do Mundo. Os mafiosos e conspiradores de direita vão fazer DE TUDO para que a Copa do Mundo seja um fracasso, com “black blocs” aterrorizando a vida dos turistas estrangeiros. que vão vir ver os jogos.
    Se a Dilma quer ganhar essa eleição, é preciso começar já a colocar a Polícia Federal e a ABIN pra trabalhar, para monitorar todos os “cabeças” do terrorismo “black bloc”, e prendê-los em flagrante assim que ameaçarem começar a botar as asinhas de fora durante a Copa do Mundo.
    É preciso também começar a ter publicidade do governo na TV mostrando todos os benefícios da realização da Copa do Mundo para a economia brasileira, para que não haja risco de um setor da população começar a simpatizar com os terroristas anti-Copa.Só que tomara que quebrem a cara , a grande midia acham que continuamos sendo manipulados por ela, acham que nos importamos tanto com futibol, carnaval , mulheres bonitas que agora são tão malhadas que da medo, NÃO TROCAREMOS O PROGRESSO COM O RETROCESSO DE MARINA E O PIG

    ResponderExcluir
  3. Ministro Jorge Hage: ‘Bolsa Família é pancada na velha política do coronelismo’



    Auditoria da Controladoria Geral da União realizada em 401 municípios, num universo de 11.686 residências que recebem a Bolsa Família, aponta que é necessário apertar a fiscalização contra fraudes e melhorar a gestão do programa.

    “O calcanhar de Aquiles são os municípios. Faltam gestores capacitados para fiscalizar e executar a compatibilidade dos benefícios com as condicionalidades”, disse ao iG , o ministro Jorge Hage, da CGU.

    “A reação da elite é compreensível: o povo pobre não depende mais do coronel local. O Bolsa Família é uma pancada na velha política do coronelismo”, cutuca Hage. “O que precisamos é aperfeiçoar os controles”, admite.

    Ele afirma que os casos de recebimentos indevidos, detectados entre vereadores eleitos em 2012, representam 3% dos beneficiários e são pequenos diante da dimensão do programa.

    ResponderExcluir
  4. FHC sucateou as forças armadas brasileiras, e isso não foi a toa!

    Essa maldita raça tucanalha queria (e quer) tolher qualquer resquício de SOBERANIA brasileira, e para isso, nada melhor do que desmantelar as forças armadas, pra começar!

    Depois veio o desmantelamento do próprio ESTADO brasileiro, a privataria, e o tirar sapatos….

    Alguém ainda tem dúvidas da enrascada em que teríamos entrado caso CERRA tivesse ganho em 2002?

    Credo em cruz!

    ResponderExcluir
  5. Segurança já!!!
    Os piratas munidos de satélite espião se aproximam!!!
    Libra é nosso!!
    A Amazônia é nossa e de fato há muito Petróleo…
    Reforma nas escolas militares para enxergar que o inimigo não é o povo brasileiro…
    Reforma nas escolas militares para enxergar que os inimigos estão no estrangeiro ou nos estreguistas, como a mas nova Marina (psb) apátridas aqui radicados…
    Software LIVRE em todos os órgãos de segurança e Governo nacional!!!

    é Dilma 2014

    ResponderExcluir
  6. Publicado em 23/10/2013
    E quem vai
    defender o pré-sal ?

    Os EUA relançaram a 4ª Frota porque o pré-sal pode ir até a costa ocidental da África.

    Compartilhe
    Vote:
    Avaliação NegativaAvaliação Positiva (+49)
    | Imprimir Imprimir

    Com o pré-sal, o Brasil será o quarto maior produtor de petróleo do mundo.

    A Arábia Saudita, a primeira, tem a bomba atômica americana para defende-la.

    A Rússia tem bomba atômica.

    A Rússia bota na cadeia manifestante do Greenpeace que tenta depredar patrimônio russo.

    Dá asilo ao Snowden.

    E o Putin escreve um artigo no New York Times, manda o Obama deixar o Assad da Síria em paz e o Obama deixa.

    Porque tem bomba.

    Os Estados Unidos, o terceiro produtor, têm 32 mil 500 bombas atômicas e de hidrogênio.

    Os Estados Unidos reativaram a 4ª Frota para patrulhar o Atlântico, porque o pré-sal brasileiro, provavelmente, se estende até a costa Ocidental da África.

    (E não é à toa que o Nunca Dantes vive lá …)

    Os Estados Unidos querem montar uma base militar no Paraguai.

    Montaram uma na Colômbia que vai permitir que caças voem até o Ártico sem se reabastecer.

    Entre 2006 e 2011, os gastos militares americanos corresponderam a 46% da receita de impostos do país.

    Se somar os gatos com Energia, Tesouro, Veteranos de Guerra, CIA, NSA, os Estados Unidos devem gastar U$$ 1 trilhão por ano em Defesa.

    Os Estados Unidos gastam seis vezes mais em Defesa que o segundo colocado, a China !

    Os Estados Unidos gastam metade dos gastos do mundo em Defesa.

    (Dados extraídos de “The Capitalism Papers – Fatal Flaws of an Obsolete System”, de Jerry Mander, Editora Counter Point, Berkeley, 2012, Capítulo VIII, “A Propensão à Guerra”.

    Com a devida autorização do dos chapéus – correspondente da Amazon no Brasil – em quinze dias esse livro pode chegar à casa do amigo navegante, por uns US$ 20.)

    O Brasil não tem bomba atômica.

    O Collor e o Fernando Henrique assinaram o Tratado de Não-Proliferação, ou seja, tiraram os sapatos.

    O Brasil tem a maior costa Atlântica, onde se deposita a Amazônia Azul.

    O Brasil é a quinta economia do mundo e o décimo país em gastos com Defesa: gasta 1,5% do PIB.

    É o país dos BRICs que menos gasta com Defesa.

    Clique aqui para ler “Dilma, Amorim e a Defesa Nacional”, sobre o “Livro Branco da Defesa Nacional”.

    O Brasil investe em submarinos movidos a energia nuclear, constrói satélites e veículos lançadores de satélites.

    Tem urânio e sabe enriquecer urânio.

    Mas, não tem condições de defender o petróleo, militarmente.

    E se, como se suspeita, tenha mais libras e mais Santos embaixo da Amazônia Azul ?

    E se houver petróleo na Amazônia ?

    O Brasil, agora, tem que discutir uma política de Defesa.

    Comprar caças – onde os americanos não devem meter o dedo, como disse uma fonte do Mino Carta (quem será, hein ?) – rapidamente.

    Exigir transferência de tecnologia e se tornar um produtor e exportador de produtos de Defesa.

    Se o Brasil sai, progressivamente, da órbita estratégica dos Estados Unidos – para desespero dos colonistas (*) de muitos e de poucos chapéus – e se aproxima da China (em Libra, especialmente) e da Rússia, não pode contar com eles, nem com ninguém, para defender seu patrimônio energético.

    Vencida a batalha do pré-sal – bye-bye tucanos, que o peso da irrelevância lhes se já leve -, chegou a hora de armar o Brasil.

    E deixar de pudores.

    Pacifismos bláblárínicos.

    O jogo do petróleo é bruto.

    Quantas cabeças rolaram, da Pérsia à Argentina, por causa do ouro negro.

    Nossa Defesa tem que ser mais que dissuasória, como diz o Livro Branco do Ministro Celso Amorim.

    Ela tem que ser ostensiva.

    Para uso imediato.

    E expressiva.

    Do tamanho do petróleo brasileiro.

    Em tempo: enquanto não se tem a bomba.


    Paulo Henrique Amorim

    ResponderExcluir
  7. Publicado em 23/10/2013
    Libra não é a Vale.
    Dilma não é FHC

    Brito explica aos privateiros (e a outros) por que partilha não é privataria.

    Compartilhe
    Vote:
    Avaliação NegativaAvaliação Positiva (+48)
    | Imprimir Imprimir





    O Conversa Afiada reproduz artigo de Fernando Brito, extraído do Tijolaço:


    Porque Libra “é bem diferente de privatização”



    A oposição de direita e a oposição que pensa estar agindo como esquerda afinaram ontem o discurso.

    Dizem que o leilão de Libra foi “a maior privatização da História do Brasil”.

    Como parece que se tornou o debate algo paupérrimo, onde vale mais rotular e xingar do que pensar e esclarecer, tento ajudar aqui a mostrar o que disse Dilma Rousseff ao afirmar que o que foi feito “é bem diferente de privatização”.

    Como recolhi do velho Leonel Brizola que as palavras devem ser usadas para revelar e não para esconder os pensamentos, vou tentar, pela via do exemplo, sem me aprofundar teoricamente no tema, mostrar como é diferente o que aconteceu em Libra daquilo que nos acostumamos a ver aqui como privatização.

    Valho-me, para isso, de um outro caso emblemático, o da privatização – sem aspas – da Vale.

    O que se passou ali foi a venda da empresa a grupos privados – deixemos à parte que tenha sido por um subpreço de algo como 3% do que ela valia, e que metade disso tivesse sido feito em “moeda podre”, o que reduz ainda mais o valor. Vendida a Vale, suas jazidas e direitos minerários, nada mais é nosso, mas do proprietário privado. É ele quem vai decidir quanto e quanto ferro será retirado, como será vendido, se será ou não destinado ao beneficiamento. Ao Estado cabem apenas os royalties pela mineração, aliás em valores ridículos.

    O minério de ferro, agora, é deles.

    E Libra, é igual?

    Nem parecido, vejam:

    - A jazida segue sendo estatal e o consórcio recebe o direito de, por uma parte do petróleo retirado, explorar para a União.

    - Ao adquirir a concessão, o consórcio não leva um parafuso ou uma broca pertencente ao povo, muito menos uma atividade funcionando e gerando caixa. Ao contrário: terá de investir muito – e por muito tempo – até que o negócio seja capaz de produzir um real de mercadoria a vender.

    - A velocidade, a forma e a oportunidade de retirar e vender o petróleo vão ser definidas pelo consórcio em comum acordo com o Estado Brasileiro, pois a PPSA (a Petrosal) tem poder de veto sobre as decisões exploratórias e comerciais, além de acompanhar e auditar os custos exploratórios, para que seu abatimento no óleo extraído não se superfature.

    - É uma empresa pública – de economia mista, mas controlada pelo Estado – que vai operar os poços, liderando as escolhas sobre como e onde comprar equipamentos, contratações de serviços, recrutamento de pessoal. Isto é, nada será comprado ou contratado no exterior a não ser que seja indispensável ou manifestamente desvantajoso fazê-lo no mercado interno.

    É por isso que, embora tanto o minério de ferro quanto o petróleo sejam, pela Constituição brasileira, propriedade da União e, portanto, de cada brasileiro e brasileira, na prática, o ferro foi privatizado e o petróleo, não.

    É só ver que, do óleo que agora está a quilômetros de profundidade sob o leito marinho, Libra vai dar perto de um trilhão de dólares ao Estado brasileiro para investir em educação, saúde, tecnologia, programas sociais. Porque o Estado, sobre o que é seu, fica com a parte do leão.

    E do ferro que retira aos milhões de toneladas do solo destes filhos da mãe gentil, a Vale só dá ao Brasil os impostos que qualquer empresa tem de pagar e um trocadinho – 2% do valor, descontado transporte – do minério retirado. E os adoradores do privado, ainda ronronam como gatinhos, em louvor aos gênios que fizeram este negócio desastroso para o país.

    Quando se quer igualar coisas tão diferentes assim, podem crer, ou se está deixando de pensar ou, como é pior e mais comum, querendo que as pessoas deixem de pensar.

    E, deixando de pensar, possam ser enganadas.

    Por: Fernando Brito

    ResponderExcluir
  8. Herminio

    Só lembrando aos desavisados que a Vale do Rio Doce continua do mesmo jeito que foi vendida (dada de presente pros amigos) sem muitos investimentos, a não ser na extração do minério pra que os lucros dos amigos dos entreguistas tenham um lucro estratosférico e lembrem bem os mal informados, que as jazidas antes projetadas pra durarem 400 anos segundo jornais da época, hoje anda a passos largos pra se exauri (acabar). Não acreditem nessa oposição de direita e de esquerda(os que são contra a DILMA), pois eles jogam no time “DO QUANTO PIOR MELHOR” pra eles é claro. Ou alguém acha que essa oposição está preocupada com a situação do povo brasileiro?

    ResponderExcluir

  9. Blog da Helena — Rede Brasil Atual

    Tucano gasta 11 salários mínimos em uma refeição e com dinheiro público

    O senador Cássio Cunha Lima (PSDB-PB) apresentou uma conta de restaurante recorde para ser paga pelo Senado com dinheiro público. O valor foi de R$ 7.567,60 gastos em uma refeição na churrascaria Porcão, uma das mais caras de Brasília. A conta ultrapassa o valor de onze salários mínimos.

    O gasto torna-se mais gritante pelo contraste com o discurso de seu colega de Senado por Minas, Aécio Neves, falando em cortar gastos públicos. Os gurus econômicos tucanos falam até em gerar desemprego com os cortes, o que eles chamam de "choque de gestão". Também contrasta com as críticas tucanas ao programa Bolsa Família, com o agravante de a Paraíba ser um dos Estados onde este programa tem mais impacto na superação da pobreza dos cidadãos de baixa renda.

    Ah! O valor também equivale a uma tonelada do feijão da propaganda partidária do PSDB na TV veiculada recentemente. Na propaganda, querendo inflar a inflação, mostrou uma simpática paraibana dizendo que o quilo do feijão custava R$ 7,00 em Campina Grande (na verdade, nas prateleiras do varejo na cidade o produto era encontrado por pouco mais de R$ 2,00 até pouco mais de R$ 4,00, dependendo do estabelecimento).

    O almoço de R$ 7,5 mil aparece no portal da Transparência do Senado, como é exigido por lei, e foi noticiado pelo jornal "O Estado de São Paulo". Ao jornal, a assessoria de Cássio Cunha Lima procurou justificar como motivo o banquete ter sido no dia de uma homenagem no Senado ao seu pai, Ronaldo Cunha Lima, já falecido. Para a homenagem vieram à Brasília parentes e pessoas próximas. Resta saber se o distinto público, sobretudo os cidadãos paraibanos, concordam com tais festanças serem feitas com dinheiro público e neste montante.

    Outro recorde de gastos com estas verbas indenizatórias é do senador Aécio Neves (PSDB-MG) com aluguéis de escritório político em Belo Horizonte. Em agosto de 2013, o Senado pagou R$ 8.831,11 pelo aluguel, mais R$ 3.564,41 pelo condomínio e R$ 719,69 pelo IPTU, totalizando R$ 13.115,21.

    No mesmo escritório, o senador ainda gasta com o dinheiro público do Senado R$ 243,89 para acesso à internet, quando encontra-se no mercado planos que atendem perfeitamente as necessidades por menos de R$ 80,00 em Belo Horizonte, o que dá mau exemplo pela displicência com o dinheiro público.

    Assim, o tal "choque de gestão" tucano vira uma versão do popular "faça o que eu digo, não o que eu faço".


    ResponderExcluir
  10. “Preconceito contra Bolsa Família é fruto da imensa cultura do desprezo”,diz pesquisadora.

    O Bolsa Família é um programa barato, mas como incomoda a classe média . Esse incômodo vem do preconceito.

    O Programa Bolsa Família fez 10 anos no domingo, dia 20. Quando foi lançado, no primeiro mandato de Luiz Inácio Lula da Silva, atendia 3,6 milhões de famílias, com cerca de R$ 74 mensais, em média. Hoje se estende a 13,8 milhões de famílias e o valor médio do benefício é de R$ 152. No conjunto, beneficia cerca de 50 milhões de brasileiros e é considerado barato por especialistas: custa menos de 0,5% do PIB.

    Para avaliar os impactos desse programa a socióloga Walquiria Leão Rego e o filósofo italiano Alessandro Pinzani realizaram um exaustivo trabalho de pesquisa, que se estendeu de 2006 a 2011. Ouviram mais de 150 mulheres beneficiadas pelo programa, localizadas em lugares remotos e frequentemente esquecidos, como o Vale do Jequitinhonha, no interior de Minas.

    O resultado da pesquisa está no livro Vozes do Bolsa Família, lançado há pouco. Segundo as conclusões de seus autores, o incômodo e as manifestações contrárias que o programa desperta em alguns setores não tem razões objetivas. Seria resultado do preconceito e de uma cultura de desprezo pelos mais pobres.

    Os pesquisadores também rebatem a ideia de que o benefício acomoda as pessoas. “O ser humano é desejante. Eles querem mais da vida como qualquer pessoa”, diz Walquiria, que é professora de Teoria da Cidadania na Unicamp.

    Na entrevista para o jornal O Estado de São Paulo abaixo ela fala desta e de outras conclusões do trabalho.


    Como surgiu a ideia da pesquisa?

    Quando vimos a dimensão que o programa estava tomando, atendendo milhões de famílias, percebemos que teria impacto na sociedade. Nosso objetivo foi avaliar esse impacto. Uma vez que o programa determina que a titularidade do benefício cabe às mulheres, era preciso conhecê-las. Então resolvemos ouvir mulheres muito pobres, que continuam muito pobres, em regiões tradicionalmente desassistidas pelo Estado, como o Vale do Jequitinhonha, o interior do Maranhão, do Piauí…

    E quais foram os impactos que perceberam?

    Toda a sociologia do dinheiro mostra que sempre houve muita resistência, inclusive das associações de caridade, em dar dinheiro aos pobres. É mais ou menos aquele discurso: “Eles não sabem gastar, vão comprar bobagem.” Então é melhor que nós, os esclarecidos, façamos uma cesta básica, onde vamos colocar a quantidade certa de proteínas, de carboidratos… Essa resistência em dar dinheiro ao pobres acontecia porque as autoridades intuíam que o dinheiro proporcionaria uma experiência de maior liberdade pessoal. Nós pudemos constatar na prática, a partir das falas das mulheres. Uma ou duas delas até usaram a palavra liberdade. “Eu acho que o Bolsa Família me deu mais liberdade”, disseram. E isso é tão óbvio. Quando você dá uma cesta básica, ou um vale, como gostavam de fazer as instituições de caridade do século 19, você está determinando o que as pessoas vão comer. Não dá chance de pessoas experimentarem coisas. Nenhuma autonomia.

    Está dizendo que essas pessoas ganharam liberdade?

    Estamos tratando de pessoas muito pobres, muito destituídas, secularmente abandonadas pelo Estado. Quando falamos em mais autonomia, liberdade, independência, estamos nos referindo à situação anterior delas, que era de passar fome. O que significa dizer de uma pessoa que está na linha extrema de pobreza e que continua pobre ganhou mais liberdade? Significa que ganhou espaços maiores de liberdade ao receber o benefício em dinheiro. É muito forte dizer que ganhou independência financeira. Independência financeira temos nós – e olhe lá.

    A que atribui a resistência de determinados setores da sociedade ao pagamento do benefício?

    O Bolsa Família é um programa barato, mas como incomoda a classe média (ela ri). Esse incômodo vem do preconceito.


    ResponderExcluir
  11. EU QUERIA SABER:

    PRA QUEM O MADEIRA VAI PEDIR VOTO, SERÁ QUE É PRA DILMA, PORQUE DO JEITO QUE ELE É TRAIRA, JÁ QUE A DILMA DEVE ESTAR NAS CASA DOS 70% DE INTENÇÃO DE VOTOS.

    BLOG - O TIJOLAÇO

    Cadê o Ibope?
    22 de outubro de 2013 | 12:00

    Quando pesquisa eleitoral “some” é mau sinal.

    É que, nestes casos, não é raro que o resultado possa estar sendo amaciado no caldeirão das conveniências políticas.

    Doze dias atrás, a coluna Radar, de Lauro Jardim, ns Veja, anunciou que na sexta-feira, 18′, o Ibope estaria colhendo respostas sobre as intenções de voto, mas apresentando os candidatos com seus “padrinhos” políticos: Dilma, com Lula; Aécio, com FHC e Eduardo Campos, com Marina Silva, embora esta esteja mais para madrasta que para madrinha.

    A notícia colocou a tucanagem em polvorosa, preocupada com o estrago que isso poderia causar à candidatura do senador mineiro e vendo nisso uma armadilha costurada por José Serra.

    O fato é que a tal pesquisa, quatro dias depois de terem ido para a rua os questionários, não teve seus resultados divulgados.

    Ou seja, estão no caldeirão.

    ResponderExcluir

PENSO, LOGO EXISTO (René Descartes)...

PENSO, LOGO EXISTO (René Descartes)...

Seguem esse blog: