Blog do Marcelo Lira

Blog do Marcelo Lira
Apenas minha OPINIÃO, todos tem o DIREITO de discordar dela, mas todos tem o DEVER de respeitá-la...

quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

PALHAÇADA, "PARA OS AMIGOS OS FAVORES DA LEI E PARA OS INIMIGOS OS RIGORES DA LEI': OPERAÇÃO TOLERÂNCIA ZERO CONTRA TRANSPORTE CLANDESTINO...

Em uma cidade com sérias dificuldades no que tange o transporte coletivo, nada mais natural do que a busca por minimização dos sofrimentos por parte daqueles que dependem e são humilhados pela empresa que explora o transporte público e pelos órgãos que deveriam  zelar pelo bem-estar desses cidadãos (leia-se: Prefeitura e suas secretarias destinadas a cuidar do trânsito e da infraestrutura de transporte).
À esquerda: um ônibus da VBL, com que a Prefeitura tem TOLERÂNCIA 1000 que faz linha para a zona rural de Imperatriz, usuários dessa linha são os que mais reclamam dos péssimos serviços da empresa. À direita: operação denominada TOLERÂNCIA ZERO em que trabalhadores são tratados como bandidos...
Não há o que discutir sobre a irregularidade do transporte em Vans ou Táxi-lotação, porém a prefeitura tem  o poder e a opção de legalizar essas duas alternativas para amenizar o sofrimento dos cidadãos que deles dependem. Além do mais o transporte alternativo através de vans é regulamentado em diversas cidades do Brasil, posso inclusive citar o caso de Fortaleza-CE, onde os trabalhadores conseguiram esse direito e em muito beneficiam a população.
Do outro lado da moeda temos o chamado "transporte coletivo legalizado" explorado por uma empresa que despreza e humilha o cliente que o sustenta, prestando um serviço de péssima qualidade com ônibus em mal estado de conservação, funcionários desmotivados insatisfeitos e passageiros mais insatisfeitos ainda.
No centro disso tudo temos a Prefeituras e suas Secretarias (in)Competentes que tratam os trabalhadores do transporte alternativo como bandidos e a empresa que desrespeita a lei com paciência e, por que não dizer, conivência. Essa história de que pouco pode ser feito em função do certame ter sido realizado ainda na Gestão Ildon Marque não passa de balela para enganar o povo que costumeiramente tem sua inteligência menosprezada por políticos da estirpe dos que estão no poder em Imperatriz. Desse assunto posso falar pois tenho formação em licitações e pregão e posso dizer com certeza e por experiência própria que a Lei 8.666/93 , popularmente conhecida como "lei de Licitações, e suas leis complementares, tem ferramentas legais suficientes para cancelar o contrato de exploração de serviço desta empresa VBL que é tão prestigiada pela Prefeitura, e essas medidas poderiam ter sido tomadas há muito tempo, pois as reclamações são oriundas de longa data...
No mais toda essa encenação através de advertências para a VBL não passa de satisfação à sociedade cansada com o descaso da empresa e do poder público, que logo será esquecida e dará espaço ao retorno da rotina de maus serviços da empresa, insatisfação dos usuários e descaso da Prefeitura...
Queria ver a Prefeitura e a Secretaria de Trânsito tratar com o mesmo rigor os caminhões e carretas que atrapalham os trânsito carregando e descarregando de forma irregular no setor Mercadinho e nos supermercados do MATEUS. Duvido se eles iam ter coragem de ser rigorosos no cumprimento da lei contra quem financia a maior parte dos responsáveis pelo caos que o trânsito de Imperatriz se tornou....

Um comentário:

  1. Querida Dilma
    Favor abaixar o preço da gasolina e subir
    o preço da energia, porque é mais fácil eu
    fazer um gato do que achar um poço de petróleo!

    ResponderExcluir

PENSO, LOGO EXISTO (René Descartes)...

PENSO, LOGO EXISTO (René Descartes)...

Seguem esse blog: