Blog do Marcelo Lira

Blog do Marcelo Lira
Apenas minha OPINIÃO, todos tem o DIREITO de discordar dela, mas todos tem o DEVER de respeitá-la...

terça-feira, 22 de novembro de 2011

SEMELHANÇAS ENTRE OS CASOS SANDES E IVANILDO JR. VÍTIMAS DO CRESCIMENTO DE UMA MODALIDADE CRIMINOSA TIPICAMENTE IMPERATRIZENSE...

Desde o início das notícias sobre o sumiço do jovem empresário Sandes, reservei-me ao direito de nada escrever até que houvesse algo de concreto além de especulações,infelizmente aconteceu o que ninguem queria mas muitos suspeitavam.
O jovem empresário foi morto, e seu corpo encontrado hoje (22/11) em uma estrada vicinal entre as cidades de Dom Eliseu-PA e Rondon do Pará-PA, em circunstâncias que até o momento lembram muito o caso Ivanildo Jr. que há pouco tempo (set/2008) chocou toda a sociedade imperatrizense.
Creio que em ambos os casos a motivação foi desejo maléfico de usurpar o patrimônio alheio, não importando o que seja necessário fazer.
Ambos eram jovens de classe média-alta, trabalhavam em negócios familiares e desfilavam pelas ruas da cidade em belos carros chamando a atenção de gente de todo tipo, gente boa e gente má...
Essa gente má em Imperatriz é facilmente identificada, são pessoas que tem padrão de vida muito superior aos seus rendimentos, muitos nem trabalham e desfilam em carrões consumindo bebidas caras pelos bares e boites da cidade. Essas pessoas tornam-se inevitavelmente suspeitas de envolvimento com atividades criminosas para bancar seus luxos.
O crime é como um carro de corrida acelerado e sem freio, começa devagar, mas pode fugir do controle em pouco tempo, as pessoas começam com pequenos crimes e vão criando apego à facilidade com que o dinheiro sujo flui, e gradativamente perdem os escrúpulos e logo não tem receio em assaltar, sequestrar ou roubar...
Faz-se necessário que o crime seja combatido na sua raiz, antes que outras famílias sejam destruídas...

4 comentários:

  1. sou cearence e moro em imperatriz.mas esta acontecendo isso porque a justiça aqui é competamente cega.Acontece alguma coisa você chama a policia quem vai preso e você.resumindo cidade sem lei.

    ResponderExcluir
  2. "Ambos eram jovens de classe média-alta e desfilavam pelas ruas da cidade em belos carros chamando a atenção de gente de todo tipo, gente boa e gente má...
    Em Imperatriz facilmente identificamos pessoas que tem padrão de vida muito superior aos seus rendimentos, muitos nem trabalham e desfilam em carrões consumindo bebidas caras pelos bares e boites da cidade.(Essas pessoas tornam-se inevitavelmente suspeitas de envolvimento com atividades criminosas para bancar seus luxos).

    Querido amigo,essas suas palavras passa uma ideia de que estes rapazes praticam atividades ilicitas.....dizer que pessoas que andam de carrao tornam-se suspeitas em praticas criminosas...é falar demais...
    Ass. Eduardo

    ResponderExcluir
  3. Caríssimo EDUARDO,
    Creio que houve um problema de compreensão entre o que escrevi e o que você leu e entendeu. Coloco esses rapazes como vítimas inocentes de pessoas inescrupulosas que não tem receio em cometer crimes para bancar suas vidas de luxo e futilidades...
    Fico feliz por ler meu blog, mas fico preocupado sempre que alguém não entende a mensagem que quero passar, pois a culpa pode ser minha.
    Entretanto até esta noite (23) quase 500 pessoas leram este post e até o momento só houve a sua manifestação de entendimento contrário à mensagem que tentei passar.
    Um grande abraço....

    ResponderExcluir
  4. Nobre blogueiro, seu texto é confuso. Exemplo dessa confusão é você colocar no mesmo bojo tanto o que classifica como "vítima", quanto o que classifica como "bandido". Sem falar que sua definição de criminoso é muito tendenciosa. Ora, não há argumento plausível para sustentar a tese de que vida luxuosa é sinônimo de comportamento criminoso - pelo menos não com grau de generalização do seu texto. Por acaso os assassinos do Ivanildo Jr. andavam nas ruas esbanjando muito dinheiro e carrões? Não que eu saiba!

    ResponderExcluir

PENSO, LOGO EXISTO (René Descartes)...

PENSO, LOGO EXISTO (René Descartes)...

Seguem esse blog: