Blog do Marcelo Lira

Blog do Marcelo Lira
Apenas minha OPINIÃO, todos tem o DIREITO de discordar dela, mas todos tem o DEVER de respeitá-la...

segunda-feira, 4 de julho de 2011

NÃO PODEM ME OBRIGAR A PAGAR POR UMA PORCARIA DE SHOW QUE EU NÃO QUERO ASSISTIR!!!

Sempre fico surpreso com mau-gosto e baixo nível da maioria das atrações da EXPOIMP e como os organizadores conseguem se superar nesse quesito a cada ano que passa, mas o que me indigna de verdade é ter que pagar o preço que eles cobram por esses shows de 2ª linha pra entrar no parque de exposições pra levar minha família pra ter um pouco de entretenimento, sendo que não vou assistir isso que eles chamam de show, isso é VENDA CASADA (Art. 39, I do Código de Defesa do Consumidor - CDC)
Talvez se o povo fosse mais exigente e boicotasse essas porcarias que costumeiramente eles trazem pra fazer show em Imperatriz, verdadeiras atrações de nível nacional passassem a vir pra nossa cidade, como vão pra cidades próximas como Marabá e Araguaína.
Aproveitando a deixa do blogueiro Marlon - SOFALOAVERDADE em que ele fala sobre a VENDA CASADA, coloco aqui o trecho do Código de Defesa do Consumidor - CDC que me garante o direito de não pagar pelo que não vou usar!!!



Art. 39. É vedado ao fornecedor de produtos ou serviços, dentre outras práticas abusivas: (Redação dada pela Lei nº 8.884, de 11.6.1994)
        I - condicionar o fornecimento de produto ou de serviço ao fornecimento de outro produto ou serviço, bem como, sem justa causa, a limites quantitativos;
..............................................
 Art. 56. As infrações das normas de defesa do consumidor ficam sujeitas, conforme o caso, às seguintes sanções administrativas, sem prejuízo das de natureza civil, penal e das definidas em normas específicas:
        I - multa;
        II - apreensão do produto;
        III - inutilização do produto;
        IV - cassação do registro do produto junto ao órgão competente;
        V - proibição de fabricação do produto;
        VI - suspensão de fornecimento de produtos ou serviço;
        VII - suspensão temporária de atividade;
        VIII - revogação de concessão ou permissão de uso;
        IX - cassação de licença do estabelecimento ou de atividade;
        X - interdição, total ou parcial, de estabelecimento, de obra ou de atividade;
        XI - intervenção administrativa;
        XII - imposição de contrapropaganda.
        Parágrafo único. As sanções previstas neste artigo serão aplicadas pela autoridade administrativa, no âmbito de sua atribuição, podendo ser aplicadas cumulativamente, inclusive por medida cautelar, antecedente ou incidente de procedimento administrativo.


Fonte: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/L8078.htm

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PENSO, LOGO EXISTO (René Descartes)...

PENSO, LOGO EXISTO (René Descartes)...

Seguem esse blog: