Blog do Marcelo Lira

Blog do Marcelo Lira
Apenas minha OPINIÃO, todos tem o DIREITO de discordar dela, mas todos tem o DEVER de respeitá-la...

quinta-feira, 30 de junho de 2011

CONCURSO DA PREFEITURA DO BREJÃO-MA...

A Prefeitura do Município de São Francisco do Brejão (a 70 Km de Imperatriz e 30 Km de Açailândia) vai realizar concurso público para o preenchimento de vagas em seu quadro de pessoal e para a formação de cadastro reserva.


Serão 109 vagas para os níveis fundamental, médio e superior com salários até R$ 6.000,00 e as inscrições vão de 04 a 24 de julho de 2011.


O concurso será realizado pela fundação FUNDELTA, a mesma que está organizando o concurso de Davinópolis.


Vamos torcer pra que tudo ocorra bem, dentro dos critérios da legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficiência na administração pública.




Mais informações:


FUNDELTAhttp://www.fundelta.com.br/ >
PCICONCURSOShttp://www.pciconcursos.com.br/concurso/prefeitura-de-sao-francisco-do-brejao-ma-109-vagas >
SOBRE SÃO FRANCISCO DO BREJÃO  <http://pt.wikipedia.org/wiki/S%C3%A3o_Francisco_do_Brej%C3%A3o >
CONCURSO DA PREFEITURA DE IMPERATRIZ ( SAIBA MAIS AQUI ).





quarta-feira, 29 de junho de 2011

A CULPA DO CARRO NO BRASIL SER TÃO CARO É NOSSA, PORQUE ACEITAMOS PAGAR CARO PRA BANCAR MERCADOS MAIS COMPETITIVOS OU EM RECESSÃO...

A explicação dos fabricantes para vender no Brasil o carro mais caro do mundo é o chamado Custo Brasil, isto é, a alta carga tributária somada ao custo do capital, que onera a produção. Mas as histórias que você verá a seguir vão mostrar que o grande vilão dos preços é, sim, o Lucro Brasil. Em nenhum país do mundo onde a indústria automobilística tem um peso importante no PIB, o carro custa tão caro para o consumidor.
As montadoras têm uma margem de lucro muito maior no Brasil do que em outros países. Uma pesquisa feita pelo banco de investimento Morgan Stanley, da Inglaterra, mostrou que algumas montadoras instaladas no Brasil são responsáveis por boa parte do lucro mundial das suas matrizes e que grande parte desse lucro vem da venda dos carros com aparência fora-de-estrada. Derivados de carros de passeio comuns, esses carros ganham uma maquiagem e um estilo aventureiro. Alguns têm suspensão elevada, pneus de uso misto, estribos laterais. Outros têm faróis de milha e, alguns, o estepe na traseira, o que confere uma aparência mais esportiva.  
Palio Adventure e CrossFox a maquiagem de "off-road" aumenta a lucratividade
O Banco Morgan concluiu que esses carros são altamente lucrativos, têm uma margem muito maior do que a dos carros dos quais são derivados. Os técnicos da instituição calcularam que o custo de produção desses carros, como o CrossFox, da Volks, e o Palio Adventure, da Fiat, é 5 a 7% acima do custo de produção dos modelos dos quais derivam: Fox e Palio Weekend. Mas são vendidos por 10% a 15% a mais.
Honda City

O Honda City é um bom exemplo do que ocorre com o preço do carro no Brasil. Fabricado em Sumaré, no interior de São Paulo, ele é vendido no México por R$ 25,8 mil (versão LX). Neste preço está incluído o frete, de R$ 3,5 mil, e a margem de lucro da revenda, em torno de R$ 2 mil. Restam, portanto R$ 20,3 mil.
Isso sem considerar que o carro que vai para o México tem mais equipamentos de série: freios a disco nas quatro rodas com ABS e EBD, airbag duplo, ar-condicionado, vidros, travas e retrovisores elétricos. O motor é o mesmo: 1.5 de 116cv.
Nenhum dirigente contesta o fato de o carro brasileiro ser caro. Mas o assunto é tão evitado que até mesmo consultores independentes não arriscam a falar, como o nosso entrevistado, um ex-executivo de uma grande montadora, hoje sócio de uma consultoria, e que pediu para não ser identificado. Ele explicou que no segmento B do mercado, onde estão os carros de entrada, Corsa, Palio, Fiesta, Gol, a margem de lucro não é tão grande, porque as fábricas ganham no volume de venda e na lealdade à marca. Mas nos segmentos superiores o lucro é bem maior.
O que faz a fábrica ter um lucro maior no Brasil do que no México, segundo consultor, é o fato do México ter um “mercado mais competitivo” (?).
Mercedes-Benz ML 350

“O preço não tem nada a ver com o custo do produto. Quem define o preço é o mercado”, disse um executivo da Mercedes-Benz, para explicar porque o brasileiro paga R$ 265.00,00 por uma ML 350, que nos Estados Unidos custa o equivalente a R$ 75 mil.
“Por que baixar o preço se o consumidor paga?”, explicou o executivo.
 “Quando um carro não tem concorrente direto, a montadora joga o preço lá pra cima. Se colar, colou !”

FONTE: http://omundoemmovimento.blog.uol.com.br/arch2011-06-01_2011-06-30.html#2011_06-28_18_47_53-142809534-0     -    (28/06/2011) (COLABORAÇÃO: LUIZ PEREIRA JR.)

terça-feira, 28 de junho de 2011

CONCURSO DA PREFEITURA DE IMPERATRIZ - DEU NA FOLHA DIRIGIDA...

Concurso da Prefeitura de Imperatriz, deu na FOLHA DIRIGIDA hoje:
Clique na imagem para ampliar.


Com uma previsão de quase 500 vagas, sendo 398 destinadas a convocação imediata e 97 para cadastro de reserva e salários de até R$ 7.000,00 este concurso pode ser a redenção do governo Madeira, uma  boa forma de limpar sua desgastada imagem junto à população Imperatrizense, mas para isso se faz necessário a elaboração de um processo claro e objetivo do começo ao fim.
Segundo o site da FOLHA DIRIGIDA informa que a licitação para a escolha da instituição que irá organizar o concurso está marcada para o dia 14/07.
O governo municipal está em débito com os concurseiros imperatrizenses e a sociedade aguarda por esse concurso desde o início da atual gestão.

PERIGO LUMINOSO...

Em 2010, pilotos reportaram 282 casos de incidência de raios LASER em cabines de aeronaves, esse tipo de atividade ilícita coloca em risco de morte não só a tripulação e os passageiros da aeronave, mas todas as comunidades que vivem nas vizinhanças dos aeroportos.
E essa "MODA" já tá pegando em Imperatriz, veja essa interessante reportagem a respeito dos riscos da interferência do raio LASER nos procedimentos de pouso e decolagem dos aviões:


Direcionar feixe luminoso para o céu pode parecer 
inofensivo e até divertido. Mas, se a suposta
brincadeira envolver raio laser e o alvo for aeronaves:
perigo à vista. Há grandes chances de afetar a visão do piloto
e, assim, provocar acidentes especialmente na hora de
pousar, como explica o comandante e gerente de Prevenção
e Investigação da Azul Linhas Aéreas, Antonio Marques
Peixoto: “Os pilotos dependem da precisão das informações
visuais em momentos críticos, como aproximação e pouso.
É justamente nessas fases do voo em que eles estão mais
vulneráveis ao laser. Dependendo do efeito, a perda de
concentração pode ser significativa. Já o ofuscamento e a
cegueira momentânea podem ser catastróficos”.


Palavra de especialista:
O comandante e gerente de Prevenção e Investigação
da Azul Linhas Aéreas, Antonio Marques Peixoto, explica
como o raio laser compromete o desempenho do piloto
em pousos e decolagens: “Afeta a visão dos profissionais
quando direcionado para a cabine da aeronave. Os efeitos
podem variar em função da distância/altura entre a origem
do feixe de luz e a cabine. Essa graduação foi constatada
em pesquisas realizadas pela Federal Aviation Administration 
(FAA), demonstrando três efeitos: distração (de 11.700
pés até cerca de 3.700 pés de altura), ofuscamento (entre
1200 pés e 260 pés) e cegueira momentânea (em distâncias/
alturas menores que 260 pés)”.


Entenda o assunto:
Do inglês "Light Amplification by Stimulated Emission of
Radiation", laser é um dispositivo que amplia a luz por emissão
estimulada de radiação, ou seja, produz radiação eletromagnética.
Tem inúmeras aplicações: em cirurgias e tratamentos médicos, em leitores de código de barras, em aparelhos leitores de DVD e em ponteira de laser utilizada em apresentações com projetores, as quais também têm sido utilizadas de modo indevido – geralmente por jovens – para mirar cabines de pilotagem, o que causa prejuízo para a saúde (desvio de atenção dos pilotos) dificultando o processo de decisão na fase crítica de aproximação para pouso
de aeronaves. 
Classificado em cinco tipos, o laser pode causar danos à pele e aos olhos, como é o caso das ponteiras vendidas no
mercado que, por isso, trazem em suas orientações a seguinte advertência: “Em nenhuma hipótese esse laser deve ser apontado na direção de pessoas, aviões, carros e outro veículos, pois eles cegam e podem causar acidentes graves. Use o laser com responsabilidade”. Os danos podem ser irreversíveis mesmo à distância de 10 km. 


Veja como as ocorrências do raio laser estão sendo
coibidas nas redondezas de alguns aeroportos :
• Montes Claros – a superintendência do aeroporto
ajustou procedimentos com as Polícias Federal e Militar
de Minas Gerais e o Comando de Patrulhamento Aéreo
(Copaer).


• Pampulha – em 16 de agosto de 2010, pilotos
reportaram a ocorrência de raio laser aos controladores da
Infraero. A informação foi repassada à superintendência do
aeroporto, que se reuniu com a Polícia Militar para traçar
estratégia de solução. A PM disponibilizou helicóptero
para fazer busca nas proximidades até que um garoto, de
oito anos, residente em um prédio na região do aeródromo,
foi identificado como responsável pela emissão do raio.


• Uberaba – com a Guarda Municipal e as Polícias
Federal, Civil e Militar, a superintendência definiu ações
preventivas e reativas.


• Viracopos – percebido o agravamento do problema
em 2010, a superintendência tomou providências ainda
naquele ano, organizando reuniões com o Serviço Regional
de Proteção ao Voo de São Paulo, companhias aéreas e
Polícias Militar e Federal para pedir auxílio no controle
da situação.


• Vitória – após reuniões com empresas de aviação
geral, companhias aéreas e associações de moradores,
foi traçado plano de ação com a proposta de promover
palestras nos bairros, distribuir fôlderes, veicular
mensagens em jornais, rádio e TV, e também reforçar
a repressão com apoio das Polícias Militar e Federal,
Núcleo de Operações e Transportes Aéreos (Notaer)
do governo do Estado e da Secretaria de Segurança da
Prefeitura Municipal de Vitória.


FONTE: http://www.infranet.gov.br/site/DOWNLOADS/revista_38.pdf

PLANO ANTIAPAGÃO AÉREO...

O Governo Federal, tardiamente, mobiliza-se para evitar o "apagão" aéreo que ciclicamente acontece nos meses de férias  e alta estação turística (julho, dezembro e janeiro) em função do aumento natural da demanda nesses períodos e à prática do chamado "over-booking" por parte das companhias aéreas, que nada mais é do que a venda de passagens extras que ultrapassam os limites dos aviões.
Todavia, os órgãos federais responsáveis pela aviação civil devem considerar também as articulações sindicais dos aeroportuários que já sinalizaram positivamente a um possível paralisação no mês de julho em alguns aeroportos do país, com o objetivo de manifestar sua insatisfação e pressionar o governo em relação a falta de investimentos e as privatizações no setor privatização de alguns aeroportos (leia AQUI sobre os indicativos de greve dos aeroportuários).

segunda-feira, 27 de junho de 2011

CABRAL, O BOM AMIGO...


A tragédia que matou sete pessoas no helicóptero que fazia o trajeto entre Porto Seguro e Trancoso, acabou trazendo à tona relações mais que comprometedoras entre o governador do rio de Janeiro e certos empresários com forte atuação no Estado. Respeite-se, sim, a dor dos familiares e amigos. Mas que não se use isso como álibi para relevar o aspecto pouco ou nada republicano das amizades cabralinas. São coisas diferentes e há interesse público envolvido neste caso. Cabral viajou do Rio de Janeiro à Bahia no jatinho que lhe emprestou Eike Batista. Estava com Fernando Cavendish, também empresário, que comemoraria seu aniversário no Jacumã Ocean Resort, novo paraíso dos milionários em Trancoso. A Delta Construções, de Cavendish, prosperou mais que Palocci nos últimos anos.
O governo do Rio de Janeiro é seu maior cliente. Os contratos com a administração fluminense somam em torno de R$ 1 bilhão de reais. Só em 2010, a empresa foi contemplada com18 contratos, 13 deles em caráter emergencial e sem licitação. Eike doou R$ 750 mil reais para a campanha de Cabral em 2010. Recebe uma série de facilidades dom governo para investir no Estado. Na sua nota insolente, disse que teve “satisfação” de colocar o avião “à disposição” do governador e que é livre para selecionar suas amizades. Só falta dar ao amigo uma gargantilha com EBX gravado em brilhante. O governador tentou ocultar que estava em Porto Seguro no momento do acidente. Mudou de versão depois, como mostrou anteontem nesta pagina, Cristina Grillo. Ninguém imaginaria Dilma viajando de favor no jatinho da Odebrecht na companhia de um banqueiro a caminho de uma festinha. È escandaloso, além de muito suspeito, ou revelador. O Rio vive um momento feliz. A recuperação de sua autoestima, após décadas de decadência, faz bem ao Brasil. Isso não deve servir de álibi para que Cabral e seus amigos do dinheiro, tratem a República como o seu resort privado.

FERNANDO DE BARROS E SILVA
São Paulo/Folhapress

IBAMA PODE SACRIFICAR PÁSSAROS (ABSURDO)...

Diversos pássaros silvestres (270), oriundos da Venezuela, foram apreendidos pela Polícia Federal com traficantes de animais no aeroporto de Manaus, na semana passada.
Como a legislação brasileira não permite que esses animais sejam soltos em território nacional por serem originários de outro país, embora todas as espécies apreendidas sejam típicos da Amazónia e também habitam as florestas brasileiras (canários de terra, pintassilgos, bicudos e rouxinóis), esses animais podem ser sacrificados caso não seja encontrado um criadouro especializado e autorizado para alojá-los. Embora tenha sido consultado, o órgão competente do governo venezuelano ainda não manifestou interesse em repatriá-los.

sábado, 25 de junho de 2011

CONDIÇÕES SUB-HUMANAS E SOLUÇÕES PALIATIVAS PARA OS TRABALHADORES DA "NOVA" RODOVIÁRIA DE IMPERATRIZ...

Embora a atual rodoviária seja muito melhor do que a anterior, ainda há muito o que melhorar. Há alguns dias mostramos que o asfalto nas plataformas de embarque e desembarque não foi devidamente dimensionado para suportar a carga e a frequência que deveria suportar (VEJA).
Dessa vez mostramos as péssimas condições em que trabalho do vigilante que atua na entrada do estacionamento, tendo que improvisar uma proteção de papelão para se proteger do forte calor e dos riscos da exposição ao sol durante  seu dia de trabalho, coincidentemente captamos o exato momento em que foi trazido um guarda-sol que é apenas uma solução paliativa um pouco melhor que a proteção de papelão, mas ainda fica muito distante das condições ideais.
Esse é só um dos casos de inadequação do ambiente de trabalho ao trabalhador ocorrido lá, o sol castiga moto-taxistas e funcionários das empresas de viagem que tiveram os guichês posicionados de frente para o poente, ficando expostos a todo o sol da tarde.
Sem falar no risco a que estão expostos todos os usuários e trabalhadores em função da precariedade do acesso improvisado através da BR-010.

sexta-feira, 24 de junho de 2011

PERGUNTAS IDIOTAS, SOLUÇÕES INTELIGENTES...


ASNO  
No Curso de Medicina, o professor se dirige ao aluno e pergunta:
- Quantos rins nós temos?
- Quatro! Responde o aluno. 
- Quatro? Replica o professor, arrogante, daqueles que sentem prazer em tripudiar sobre os erros dos alunos.
- Tragam um feixe de capim, pois temos um asno na sala. Ordena o professor a seu auxiliar.
- E para mim um cafezinho! Replicou o aluno ao auxiliar do mestre.
 O professor ficou irado e expulsou o aluno da sala. O aluno era Aparício Torelly Aporelly (1895-1971), o 'Barão de Itararé'. Ao sair da sala, o aluno ainda teve a audácia de corrigir o furioso mestre:
 - O senhor me perguntou quantos rins 'NÓS TEMOS'. 'NÓS' temos quatro: dois meus e dois seus. 'NÓS' é uma expressão usada para o plural.Tenha um bom apetite e delicie-se com o capim.

                                         Moral da História: 
A VIDA EXIGE MUITO MAIS COMPREENSÃO DO QUE CONHECIMENTO. 

A ROUPA FAZ A DIFERENÇA?   
 Sem maiores preocupações com o vestir, o médico conversava descontraído com o enfermeiro e o motorista da ambulância, quando uma senhora elegante chega e de forma ríspida, pergunta:
- Vocês sabem onde está o médico do hospital?
 Com tranqüilidade o médico respondeu:
- Boa tarde, senhora! Em que posso ser útil?  
Ríspida, retorquiu:
- Será que o senhor é surdo? Não ouviu que estou procurando pelo médico? 
Mantendo-se calmo, contestou:
- Boa tarde, senhora! O médico sou eu, em que posso ajudá-la ?!?! 
- Como?!?! O senhor?!?! Com essa roupa?!?!...
- Ah, Senhora! Desculpe-me! Pensei que a senhora estivesse procurando um médico e não uma vestimenta....
 - Oh! Desculpe doutor! Boa tarde! É que... Vestido assim, o senhor nem parece um médico...
- Veja bem as coisas como são...- disse o médico -... as vestes parecem não dizer muitas coisas, pois quando a vi chegando, tão bem vestida, tão elegante, pensei que a senhora fosse sorrir educadamente para todos e depois daria um simpaticíssimo "boa tarde!"; como se vê, as roupas nem sempre dizem muito...
Moral da História: 
UM DOS MAIS BELOS TRAJES DA ALMA É A EDUCAÇÃO.
 



BOA RESPOSTA

 Um mecânico está desmontando o cabeçote de uma moto, quando ele vê na oficina um cirurgião cardiologista muito conhecido. Ele está olhando o mecânico trabalhar. Então o mecânico pára e pergunta:
- 'Ei, doutor, posso lhe fazer uma pergunta?' 
O cirurgião, um tanto surpreso, concorda e vai até a moto na qual o mecânico está trabalhando. O mecânico se levanta e começa:
- “Doutor, olhe este motor. Eu abro seu coração, tiro válvulas, conserto-as, ponho-as de volta e fecho novamente, e, quando eu termino, ele volta a trabalhar como se fosse novo. Como é então, que eu ganho tão pouco e o senhor tanto, quando nosso trabalho é praticamente o mesmo?” 
Então o cirurgião dá um sorriso, se inclina e fala bem baixinho para o mecânico:
- 'Você já tentou fazer como eu faço, com  o motor funcionando?'

Moral da História:
“QUANDO A GENTE PENSA QUE SABE TODAS AS RESPOSTAS, VEM A VIDA E MUDA TODAS AS PERGUNTAS.”

MUITA CALMA! 
 Entra um senhor desesperado na farmácia e grita:
- Rápido, me dê algo para a diarréia! Urgente! 
O dono da farmácia, que era novo no negócio, fica muito nervoso e lhe dá o remédio errado: um remédio para nervos. O senhor, com muita pressa, pega o remédio e vai embora. 
Horas depois, chega novamente o senhor que estava com diarréia e o farmacêutico lhe diz:
- Mil desculpas senhor. Creio que por engano lhe dei um medicamento para os nervos, ao invés de algum remédio para diarréia. Como o senhor está se sentindo?  
O senhor responde:
- Cagado... mas tô tranquilo.
                                              Moral da História:
"POR MAIS DESESPERADORA QUE SEJA A SITUAÇÃO, SE ESTIVER CALMO, AS COISAS SERÃO VISTAS DE OUTRA MANEIRA".



PROBLEMA É SÉRIO

O sujeito vai ao psiquiatra
- Doutor - diz ele - estou com um problema: Toda vez que estou na cama, acho que tem alguém embaixo. Aí eu vou embaixo da cama e acho que tem alguém em cima. Pra baixo, pra cima, pra baixo, pra cima. Estou ficando maluco!
- Deixe-me tratar de você durante dois anos, diz o psiquiatra. Venha três vezes por semana, e eu curo este problema.
- E quanto o senhor cobra? - pergunta o paciente.
- R$ 120,00 por sessão - responde o psiquiatra.
- Bem, eu vou pensar - conclui o sujeito. 
Passados seis meses, eles se encontram na rua.
- Por que você não me procurou mais? - Pergunta o psiquiatra.
- A 120 paus a consulta, três vezes por semana, durante dois anos, ia ficar caro demais, ai um sujeito num bar me curou por 10 reais.
- Ah é? Como? Pergunta o psiquiatra.
O sujeito responde:
- Por R$ 10 ,00 ele cortou os pés da cama...

Moral da História:
MUITAS VEZES O PROBLEMA É SÉRIO, MAS A SOLUÇÃO PODE SER MUITO SIMPLES!
          HÁ UMA GRANDE DIFERENÇA ENTRE FOCO NO PROBLEMA E FOCO NA SOLUÇÃO.

 Pense antes de responder, não se ache mais sábio ou mais inteligente que os outros, pois mesmo no fim da vida, VOCÊ ,ainda tem muito a aprender..........

PENSO, LOGO EXISTO (René Descartes)...

PENSO, LOGO EXISTO (René Descartes)...

Seguem esse blog: