Blog do Marcelo Lira

Blog do Marcelo Lira
Apenas minha OPINIÃO, todos tem o DIREITO de discordar dela, mas todos tem o DEVER de respeitá-la...

sábado, 28 de maio de 2011

PISTOLAGEM, PRAGA ENDÊMICA II...

Independente do posicionamento político-ideológico ou qualquer outra tipo de posicionamento que gere divergências com grupos minoritários ou majoritários, é inadmissível que divergências ainda sejam resolvidas na base da bala. Considerando que a cidade de Imperatriz faz parte da "Amazônia Legal", podemos dizer que esta semana 4 (quatro) ambientalistas foram mortos na nossa região por divergirem dos interesses de latifundiários e madeireiros. Um em Rondônia e três bem próximos de Imperatriz, no sudeste do Pará.


CONFIRA:
Mais um ambientalista foi assassinado na região norte do país, mais especificamente em Rondônia. Segundo o site AMAZÔNIA:


"O agricultor Adelino Ramos, 57, líder do Projeto de Assentamento Florestal (PAF) Curuquetê, localizado no município de Lábrea (a 701,62 quilômetros de Manaus), foi assassinado na manhã desta sexta-feira (27). Foram desferidos seis tiros contra o agricultor. Conhecido como Dinho, o agricultor foi assassinado por volta de 10h em frente à casa de um cliente das verduras que ele vendia no município de Vista Alegre de Abunã, em Rondônia, na divisa com o Estado do Amazonas. O advogado do assentamento e de Adelino Ramos, que pediu para não ter seu nome relevado, disse que o agricultor já havia denunciado as várias ameaças que vinha sofrendo para a Ouvidoria Agrária do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) e para a Polícia Federal."


Adelino era sobrevivente do massacre de Corumbiara, ocorrido em agosto de 1995.


E segundo o site do jornal EXTRA:
"Mais um assentado do projeto Agroextrativista Praialta-Piranheira, em Nova Ipixuna, no sudoeste do Pará, foi assassinado esta semana. O corpo foi encontrado neste sábado, na área onde morreram, na terça-feira, também vítimas de homicídio, os líderes do assentamento — o casal ambientalista José Claudio Ribeiro da Silva e Maria do Espírito Santo da Silva. A Polícia Federal (PF), que já investigava a morte do casal por ordem da presidente Dilma Rousseff, confirmou o novo assassinato, mas não informou o nome da vítima. Segundo a assessoria de Imprensa da PF, os agentes que estiveram no local não haviam retornado a Marabá (PA) até o início da noite. Trata-se da quarta morte de assentados e agricultores na Região Norte esta semana."


Todos os casos tem características de crime de pistolagem e pioram ainda mais a crítica situação das disputas de terra na Amazônia. Estando a maior floresta do mundo no foco das principais potências globais, é bem provável que estes crimes bárbaros tenham grande repercussão internacional e se tornem mais um motivo para nos envergonharmos por não termos uma estrutura de segurança pública que previna ou, no mínimo, condene. Pois a certeza da impunidade é com certeza o elemento motivador de todos esses absurdos. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

PENSO, LOGO EXISTO (René Descartes)...

PENSO, LOGO EXISTO (René Descartes)...

Seguem esse blog: