Blog do Marcelo Lira

Blog do Marcelo Lira
Apenas minha OPINIÃO, todos tem o DIREITO de discordar dela, mas todos tem o DEVER de respeitá-la...

domingo, 30 de janeiro de 2011

PÃO, CIRCO E CRATERA...E A OBVIEDADE DAS TRAGÉDIAS ANUNCIADAS...

 A máxima do império romano continua sendo aplicada pelos modernos governantes, PÃO E CIRCO PARA O POVO, essa combinação tem como função desviar a atenção do povo das mazelas sociais geradas pela inoperância e/ou incompetência  de seus governantes....
 Só que em Imperatriz houve uma inovação, aqui é PÃO, CIRCO E CRATERA. Sim, pois muito se falou e se fala do enxurrada de dinheiro (centenas de milhares de reais) liberado para o Carnaval imperatrizense, onde a Av. Beira-rio é um dos principais palcos da folia momesca, mas não se vê falar em solucionar o problema da cratera gerada pela erosão, que já está bem próxima do asfalto, e que há muito tempo destrói de forma lenta o que deveria ser um dos cartões postais da cidade.
Considero um ato de extrema irresponsabilidade a realização de um evento, que atrairá milhares de pessoas, carros com sons potentes e trios-elétricos de grande porte em um local com tal nível de risco.
Será que foi realizado algum estudo sério para levantamento de informações a respeito das reais situações geológicas  do barranco que margeia o rio Tocantins e faz fronteira com a avenida Beira-rio?
Quem garante que a erosão não está desgastando o solo por baixo do que sobrou do calçadão e do asfalto?
Será que os lucros dos envolvidos nesta gastança, e por que não dizer farra com dinheiro público, é mais importante que o bem-estar de milhares de  pessoas?
Não sou contra a realização de eventos como esse mas creio que há a necessidade de se seguir procedimentos padrões para garantir a segurança dos frequentadores, sem falar que a cidade está passando por um período de intensas chuvas que estão castigando seus bairros periféricos, e que o dinheiro que falta para atender as reais necessidades desses bairros é facilmente disponibilizado para o Carnaval.
Com certeza a cidade tem outras prioridades, mas para elas nunca há dinheiro suficiente para solucionar estes sérios problemas ou simplesmente direcina-se a culpa outras pessoas ou para os fenômenos naturais, prática comum a politicos que atuam em terras brasileiras (vide: < http://cletolouza.blogspot.com/2011/01/absurdo-vila-cafeteira-de-quem-e-culpa.html > )...
Como é comum em todo o país, catástrofes anunciadas matam pessoas e fazem a alegria dos que lucram com os resultados dessas tragédias...
Foi assim na região serrana do Rio de Janeiro, foi assim com o prédio que desabou em Belém (vide: < http://samukaitz.blogspot.com/2011/01/desabamento-de-predio-em-belem-tragedia.html  >) . Será que vão deixar que seja assim também em Imperatriz?

Só podem estar esperando acontecer alguma tragédia para pensarem em tomar uma providência...

domingo, 23 de janeiro de 2011

POLÍTICOS MARANHENSES, A VERGONHA DO MARANHÃO...





Ao chegar em Imperatriz após mais uma semana de trabalho, fico negativamente surpreso com o andamento da política do nosso estado.
O fato do cotidiano profissional me obrigar a passar a semana inteira fora da cidade que escolhi pra viver, faz com que se desenvolva uma nova forma de ver os fatos locais.
É triste ver que uma cidade, ou melhor, um estado inteiro se encontra sob a gestão de políticos tão despreparados, egoístas e egocêntricos.
Não estou falando de nenhum grupo específico, embora quem acompanha esse humilde blog rapidamente deduza meu posicionamento político, mas desta vez estou falando dos políticos maranhenses de uma forma gera..
Tanto um lado quanto o outro degladiam-se mutuamente, muitas vezes utilizando de artifícios de baixíssimo nível, e à sombra dessa luta fica a nossa cidade, e porque não dizer o nosso estado, com índices de desenvolvimento humano baixíssimos, tendo em alguns locais níveis de desenvolvimento comparáveis aos piores índices africanos.
São eleições claramente sujas que só a justiça eleitoral não vê, são votos derrubados em tribunais, são denúncias desenterradas para desestabilizar um adversário político, é um nepotismo e um apadrinhamento em níveis absurdos que onera os cofres públicos e inviabiliza o desenvolvimento dos municípios, são deputados federais que envergonham o estado por promoverem festas em motéis pagos com dinheiro público ou por terem os níveis de absenteísmo mais altos da câmara.
Essa é a atual política do Maranhão, o estado que tinha tudo para ser no mínimo o segundo mais rico do nordeste, mas ostenta a década o status de ser um dos mais pobres da federação.

domingo, 16 de janeiro de 2011

SUCATEAR PRA PRIVATIZAR ...

Qualquer pessoa um pouco mais atenta vai perceber que nos últimos dias vem acontecendo uma série de matérias com foco excessivo na infraestrutura aeroportuária nacional, essa onda de matérias só parou em função das tragédias causadas pela chuva no sudeste do Brasil, pois como é de costume na mídia nacional, uma notícia só é importante enquanto não aparece outra pra tomar o seu lugar.
Bem, assim como aconteceu com outras grandes empresas estatais de importância estratégica para a soberania nacional, a estratégia é sucatear, bombardear através da mídia para direcionar a opinião pública e em seguida vender para laranjas, testas-de-ferro, patrocinadores de campanhas ou qualquer outro tipo de designação que denomine os recebedores dos bens públicos vendidos a preço de banana, como aconteceu com a CEMAR que foi vendida por R$ 1,00, pra posteriormente massacrar o povo do estado mais pobre da federação, com uma das tarifas mais caras do país e dar desconto gigantescos para uma multinacional do que produz alumínio na capital maranhense, tudo pago pelo povo, inclusive a comissão dos negociadores (vide HONORÁVEIS BANDIDOS).
A rede aeroportuária brasileira é composta por diversos aeroportos brasileiros que não são lucrativos que são bancados por alguns poucos com alta lucratividade, como Vira-Copos (Campinas) e Cumbica (São Paulo), a estratégias daqueles que entregam o patrimônio público nacional é entregar o que dá lucro e deixar pro povo pagar a conta daqueles inviáveis financeiramente.
É bom que todos fiquem atentos ao que a imprensa divulga e desconfiem de tudo que exibido demasiadamente, principalmente se o foco for a ineficiência de instituições públicas que deveriam ser centros de excelências caso recebessem atenção e apoio proporcionais a sua importância estratégica para o país.
É indiscutível que houve casos em que a privatização trouxe algumas melhorias a população, como nos casos da telefonia, mas a grande maioria foi feita de forma obscura e sem que o povo brasileiro, verdadeiro dono desse patrimônio, tenha recebido nenhuma benefício.
Ontem foi a VALE, a CEMAR etc...
Hoje estão querendo que seja a INFRAERO...
Amanhã podem querer que sejam as Universidades Públicas e os Hospitais...
É preciso ter atenção e estar com o senso crítico bem apurado para perceber tramóias e armações dos larápios do dinheiro público que a décadas se apropriam do patrimônio público de forma indevida...
Jamais confie em tudo qu vê na televisão, no lê ou no que dizem, busque informações em fontes diversas fontes. Seja autêntico, tenha suas próprias idéias. Sempre há informações nas entrelinhas...

sábado, 8 de janeiro de 2011

FALTAM ÁRVORES EM IMPERATRIZ...

Passei a semana em Belém do Pará, desconsiderando o caótico trânsito da cidade e os demais problemas relacionados às grandes cidades, uma das coisas que me impressionou positivamente foi o quanto a capital paraense é arborizada, é muito verde, bem distribuído pela cidade, que conta ainda com um parque botânico (foto).
Imediatamente me veio a mente a nossa amada Imperatriz e suas ruas onde predominam o tom cinza do concreto.
Exceto nas proximadades da igreja de Santa Teresa D'ávila, não há árvores nas ruas da nossa cidade, e as consequências disso é o insuportável calor quando as chuvas ficam mais excassas. É fundamenal que a secretaria de meio ambiente tenha um projeto agressivo e eficaz de arborização de TODA a cidade, pois além de embelezar nossas ruas, reduz o impacto do forte calor do sul do Maranhão. 

PENSO, LOGO EXISTO (René Descartes)...

PENSO, LOGO EXISTO (René Descartes)...

Seguem esse blog: