Blog do Marcelo Lira

Blog do Marcelo Lira
Apenas minha OPINIÃO, todos tem o DIREITO de discordar dela, mas todos tem o DEVER de respeitá-la...

quarta-feira, 13 de junho de 2018

Gestão do Prefeito de Imperatriz-MA, Assis Ramos é REPROVADA por maioria da população, segundo pesquisa...

Por John Cutrim



Pesquisa Data M 3, sob Registro TRE 09455/2018 divulgada nesta quarta-feira (13) no jornal Bom Dia MA da TV Difusora (SBT), mostrou que a administração do prefeito de Imperatriz, delegado Assis Ramos (MDB) é reprovada por 54,2% da população, ou seja, a maioria. Ainda segundo a consulta, 43,8% dos imperatrizenses aprovam a gestão do prefeito.
A pesquisa eleitoral ouviu 394 eleitores de Imperatriz no período de 04 a 06 de junho de 2018.
A margem de erro é de três pontos percentuais para mais ou para menos. O nível de confiança utilizado nos resultados da pesquisa é de 95%. Para essa pesquisa foram ouvidos homens e mulheres, conforme percentual de eleitores disponibilizados no TRE-MA/2018, a maioria com grau de escolaridade nível médio.


FONTE: http://jornalpequeno.blog.br/johncutrim/gestao-do-prefeito-de-imperatriz-assis-ramos-e-reprovada-por-maioria-da-populacao-diz-pesquisa/#ixzz5IKrLR6oL


NOTA DO BLOG DO MARCELO LIRA: Roseana que outrora estava empolgada com o bom nível de aprovação do Prefeito de Imperatriz, parecia pela primeira vez ver a possibilidade de ter um bom cabo eleitoral na segunda maior cidade do estado, se em nível federal o maior apoiador de Roseana e Michel Temer o presidente com maior rejeição da história, em Imperatriz a situação parece esta se encaminhando pra se igualar.
Mas as recentes ações do Prefeito como a greve dos professores, a Zona Azul, etc..., parecem estar acabando com suas esperanças.
Eu escrevi sobre isso em janeiro desse ano: 

terça-feira, 12 de junho de 2018

Decreto de autoria do Vereador Carlos Hermes anula ZONA AZUL no Centro de Imperatriz-MA.


Decreto Legislativo n° 21, aprovado hoje na Câmara Municipal, de autoria do Vereador Carlos Hermes, sustou totalmente os  efeitos da Decreto n° 17, do Prefeito Assis Ramos sobre Faixa Azul.
Pra quem não lembra a Zona Azul proposta pelo Prefeito de Imperatriz pretendia instituir a cobrança de taxa pra estacionar no centro da cidade e colocava em risco empregos e não prévia como trataria a cobrança para quem trabalha ou mora nas áreas de cobrança.
A câmara votou em unanimidade pela anulação da privatização das ruas da cidade, até os vereadores da base do Prefeito votaram contra.
Escrevi sobre o tema no dia 12 de maio: http://blogmarcelolira.blogspot.com/2018/05/a-rua-e-publica-em-imperatriz-vai.html?m=1

sexta-feira, 8 de junho de 2018

A pedido do Vereador Carlos Hermes, Governo do Estado cria Superintendência de Cultura e Turismo com sede em Imperatriz


Na noite desta sexta-feira (08), o Vereador Professor Carlos Hermes esteve reunido com o Secretário de Cultura e Turismo do Maranhão, Diego Galdino, em São Luís para alinhar os primeiros passos para a implantação da Superintendência de Cultura e Turismo do Sul do Maranhão que terá sede em Imperatriz com o apoio do Secretário de Infraestrutura, Clayton Noleto, e do Deputado Estadual Marco Aurélio.

A ação é fruto de um pedido realizado pelo vereador no ano passado durante uma reunião em que o Governador Flávio Dino recebeu os parlamentares da Câmara Municipal de Imperatriz afim de atender diversas demandas da cidade. A implantação e a forma de funcionamento serão anunciadas em breve pelo secretário que virá pessoalmente a Imperatriz.

“Para mim é um sinal de enorme satisfação e prestígio do Governador Flávio Dino com Imperatriz e também com a Câmara Municipal por atender um pedido meu e de nossos artistas. Essa conquista vem destacar a nossa luta pela valorização da cultura regional e a preservação do nosso patrimônio material e imaterial, pois não é possível pensar em desenvolvimento de uma cidade sem o desenvolvimento cultural de seu povo”, ressaltou o Vereador Carlos Hermes.

quinta-feira, 31 de maio de 2018

MAIS UM JEI'S SEM MEDALHAS E DESSA VEZ SEM EQUIPES DE PRIMEIROS SOCORROS NOS LOCAIS DE JOGOS...

Os JEI's, Jogos Escolares de Imperatriz, na sua versão 2018 ainda não acabou, mas já tem muita coisa que poderia ter sido feita com mais atenção ou mais cuidado:

1. Falta de Medalhas: Ano passado faltaram medalhas, havia um conjunto de medalhas "itinerantes" que os "responsáveis" pela "organização" conduziam aos locais de provas e jogos finais, elas eram usadas nas sessão de fotos e depois, pasmem, eram retiradas dos pescoços das crianças e levadas para um outro local para uma nova sessão de fotos.
Esse ano foi um pouco menos ruim, houve medalhas para alguns esportes e outros não, tenho conhecimento que a modalidade Futsal na categoria pré-mirim teve premiação, mas a modalidade Vôlei na categoria pré-mirim feminino não teve premiação.
Pra quem não conhece, a categoria pré-mirim é a de atletas até 10 anos de idade, são crianças que tem expectativas e que geralmente estão participando de uma competição escolar pela primeira vez, tem suas primeira experiência esportiva marcada pela frustração de não ter recebido sua medalha.
Não tem como colocar a culpa nos prazos ou nos fornecedores, ainda mais por 2 (dois) anos seguidos, os JEI's é um evento tradicional do esporte estudantil da cidade e que acontece há aproximadamente 4 décadas, portanto todos sabem que ele acontecerá, isso facilita, ou deveria facilitar o planejamento para que não faltasse nada para um vento tao importante para as crianças e adolescentes de Imperatriz e que só acontece uma vez por ano e que dura apenas 2 semanas.
Não há desculpas para isso...

2. Falta de equipe de primeiros socorros (GRAVÍSSIMO): Nos dias que acompanhei alguns jogos presencie situações em que os jovens atletas se machucavam, algo muito normal no esporte, nessas situações olhei para os lados e procurei uma equipe de primeiros socorros como as que se faziam presentes em outras edições dos JEI's, não a encontrei porque ela não existia, no local onde eu estava não havia equipe para atender emergências que podem acontecer em qualquer evento esportivo.
Isso é muito mais sério, ou melhor, mais grave do que a falta de medalhas, atendimento de primeiros socorros rápido e forma eficiente pode ser a diferença entre uma contusão comum e uma situação mais grave, inclusive impedir que aconteça uma fatalidade.
Não é exagero da minha parte falar em fatalidade, há alguns anos um adolescente teve um ataque cardíaco durante um treino de Futsal em uma escola na periferia de Imperatriz e veio a óbito, se isso ocorreu durante um treino ou aula de educação física, nada impede que venha a acontecer em uma competição escolar.
Nos casos em que presenciei os pais e os professores tiveram que improvisar atendimento às crianças.
Perguntei para outras pessoas que estavam em outros locais de competição e a resposta foi que também não havia equipe de primeiros socorros onde estavam.

3. Os Para-JEI's: Em uma das propagandas institucionais que divulgavam os JEI's foi divulgado que pela primeira vez seria realizado na cidade o Para-JEI's, um evento esportivo inclusivo destinado a pessoas especiais e com deficiência física.
Parabéns à Prefeitura e à Secretaria de Esportes por essa visão e compreensão do papel do esporte como ferramenta de inclusão social, mas esse evento pode até ser o primeiro realizado na cidade com esse nome, mas não é o primeiro a ser realizado na cidade com essa finalidade.
Lembrei que nos dois últimos anos da gestão Madeira à frente da Prefeitura de Imperatriz, quando o Secretário de Esportes era Saulo Dino foram feitos eventos de inclusão através do esporte, consultei Márcio Papel, que era o Secretário Adjunto na época e me confirmou o que pensava.
Também bisquei informações com o grande mestre Isnande Barros, que fez parte da equipe de Saulo e Márcio entre 2015 e 2016, e ele foi mais além, confirmou-me que na gestão de Jomar Fernandes foram realizadas 4 edições dos Jogos Especiais.
Portanto o Para-JEI's, evento cuja Secretaria de Esportes merece ser parabenizada, deve ser apoiado e reconhecido, mas não é o primeiro.

terça-feira, 22 de maio de 2018

2018 está sendo muito diferente de 2017 para a Prefeitura de Imperatriz...


Até o fim do primeiro trimestre de 2018 o prefeito de Imperatriz, Assis Ramos-MDB e sua equipe, orgulhosamente mostravam pesquisas que apresentavam índices de satisfação da população superiores a 60%, confesso que achava esse percentual exagerado, mas reconheço que vivia um bom momento e que provavelmente devia ter bons índices de aprovação popular...
Mas conforme escrevi no final de janeiro o momento era favorável, tudo vinha bem, o ano de 2017 ainda tinha uma forte influência da gestão anterior, de Sebastião Madeira-PSDB, o governo do estado como sempre muito presente em Imperatriz e a disputa eleitoral pelo governo do estado ainda estava longe, comparei o momento a um barco sem remos descendo a correnteza, mas questionei como seria quando tivesse que subir o rio sem ter a correnteza a favor.
O clima de eleição começou a tomar conta da cidade, e o prefeito que, conforme escrevi no inicio de março, que negava a aliança com a Família Sarney, como como Pedro negou Jesus, teve que abraçar a "Branca" e aparecer ao lado dela em eventos em Imperatriz, isso causou uma situação delicada com o vice-prefeito, que em um evento apareceu com camisa do MDB, partido do Prefeito e da Família Sarney, mas acabou indo com Eduardo Braide-PMN, considerado o "outsider" na disputa pelo Palácio dos Leões, por não ter o apoio que esperava para a sua candidatura a Deputado Estadual criando uma "saia justa", conforme escrevi também no mês de março, ou seja passou a ter um rival eleitoral pras eleições 2018 dentro da própria prefeitura.
Além de ser obrigado, por compromissos eleitorais, a assumir abertamente a ligação com a Família Sarney, que tanto negou na eleição municipal de 2016, a aprovação do Prefeito começou a sofrer ataques criados por ações executadas com pouco ou nenhum planejamento, como a mudança de sentido das ruas Dom Pedro I e Dom Pedro II, duas das principais ruas do bairro Bacuri, o mais populoso da cidade, sem que tivesse sido feito, pelo menos não foi apresentado, um estudo de impacto sócio-econômico, o que fez com que a medida prejudicasse dezenas de comerciantes do bairro, conforme escrevi, também em março.
Ainda em março, mas no final, estoura a que talvez seja a pior das bombas do governo municipal, o corte da C.E.T., Condição Especial de Trabalho, gratificação que os funcionários municipais efetivos e os contratados em cargo de chefia tinham e que em alguns casos representava quase 50% da remuneração de muitos trabalhadores do serviço público municipal, para provável adequação da folha de pagamento após ser descoberto que a prefeitura ultrapassou o limite legal de comprometimento da receita municipal com pagamento de salários em mais de R$ 650.000,00 mensais, conforme escrevi, o prefeito começou a "se enrolar"...
Maio foi um mês conturbado, nas redes sociais apareciam vídeos de denúncias das condições precárias da educação municipal, como falta de merenda escolar, falta de livros didáticos e demora na entrega do fardamento, e os professores cobrando que o município pagasse o piso nacional da categoria com efeito retroativo e ameaçando entrar em greve caso a prefeitura não os atendesse.
A prefeitura não os atendeu e a greve foi deflagrada...
A "cereja do bolo" das trapalhadas da Prefeitura, até agora, é o projeto da ZONA AZUL DE ESTACIONAMENTO, que pretende entregar a uma empresa privada os espaços públicos de estacionamento nas ruas do centro de Imperatriz, dificultando a vida dos trabalhadores e estudantes que precisam todos os dias ir ao centro da cidade para trabalhar e estudar.
Em um ano eleitoral crucial para a Família Sarney, que historicamente tem altos índices de rejeição na cidade, diante de todos os fatos citados, e considerando que Roseana em outras campanhas chegou a não usar o próprio sobrenome para fugir do "peso" da rejeição, será que ela está vendo o Prefeito de Imperatriz com o mesmo potencial eleitoral de antigamente? Será que ela freará as medidas impopulares tomadas pelo gestor municipal para não comprometer o seu projeto eleitoral de 2018?
Só o tempo dirá...
Mas será que o Prefeito faria uma pesquisa de aprovação popular hoje e apresentaria os números com o mesmo orgulho como fez no início do ano???

segunda-feira, 21 de maio de 2018

O VÍDEO VIRAL DO PROFESSOR DO CEARÁ QUE RECEBEU AJUDA DOS ALUNOS POR ESTAR 2 MESES SEM RECEBER SALÁRIOS. UMA TRISTE REALIDADE QUE CONHECI BEM...

O mais recente vídeo viral da internet representa uma dura realidade da educação no Brasil...


Trata-se de um professor da cidade de Brejo Santo-CE que se emociona, em sala de aula, ao receber a solidariedade de seus alunos que lhe doaram o dinheiro arrecadado em uma rifa feita por eles mesmos.
A situação surgiu em função do docente estar a 2 meses sem receber salário e, pasmem, essa situação para a Secretaria de Educação do Estado do Ceará - SEDUC, é considerada normal...
Acontece que o referido professor trabalha e regime de contrato temporário, situação em que trabalhei entre os anos de 2000 e 2004 quando morava em Fortaleza.
O chamado "Professor Temporário" a serviço da SEDUC no Ceará assina contrato de menos de 12 meses que se inicia um pouco antes do início das aulas e finda em dezembro, mas o professor que trabalha nesse regime, em média só recebe o primeiro salário após dois meses de trabalho, com efeito retroativo, mas durante esses longos 60 dias o mestre tem que fazer "malabarismos" para pagar as contas e viver.
Vivi isso na pele, sei exatamente o que este professor está passando.
Um país que não respeita os seus professores é um país que não tem comprometimento com a própria formação e o futuro...

#AFavordaEducacao

terça-feira, 15 de maio de 2018

A cinco meses da eleição, pesquisa aponta vitória de Flávio Dino no primeiro turno com 60 % dos votos

Pesquisa Data Ilha divulgada nesta terça-feira (15) pela TV Difusora aponta que, se as eleições fossem hoje o governador do Maranhão, Flávio Dino seria reeleito logo no primeiro turno, com 60,03% dos votos.
Encomendado pela TV Difusora a cinco meses do pleito, o levantamento aponta que Flávio Dino venceria a disputa com mais de 30 pontos percentuais na frente da segunda colocada, a ex-governadora Roseana Sarney (MDB), que aparece com 27,68% dos votos válidos.
Ainda segundo a pesquisa, em terceiro lugar, estaria o deputado estadual Eduardo Braide (PMN) com 6,87%, seguido por Roberto Rocha (PSDB) com 2,63%, Maura Jorge (PODE) com 1,40% e Ricardo Murad (PRP), que aparece em último lugar com 1,18%.
Na votação nominal, que considera os indecisos, brancos e nulos, Dino aparece na frente, com 52,36%. Nesse cenário, Roseana se mantém em segundo lugar com 24,15%, seguida por Braide com 5,99%, Roberto Rocha com 2,29%, Maura Jorge com 1,40 % e Ricardo Murad com 1,03%. Não souberam ou não responderam 4,91%. Brancos e nulos somaram 7,86%.
Aprovação
A pesquisa revelou ainda o nível de satisfação do governo Dino entre os maranhenses. Segundo o Instituto Data Ilha, o atual governo é aprovado por 60,09%. 37,01% dos entrevistados disseram desaprovar a atual gestão estadual.
A pesquisa foi registrada sob o número MA-05944/2018 no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) e ouviu 2.137 maranhenses entre os dias 9 e 10 de maio. O instituto percorreu 37 cidades do estado.
É a segunda pesquisa Difusora/DataIlha divulgada este ano. A anterior foi em fevereiro e também apontava vitória de Flávio Dino no primeiro turno.


FONTE: http://www.maranhaodagente.com.br/2018/05/15/a-cinco-meses-da-eleicao-pesquisa-aponta-vitoria-de-flavio-dino-no-primeiro-turno-com-60-dos-votos/


Carta aberta dos acadêmicos de Serviço Social da Faculdade Pitágoras de Imperatriz-MA ao Prefeito...


Pela valorização e respeito das Assistentes Sociais da Prefeitura de Imperatriz
O município de Imperatriz nos últimos 20 anos tem paulatinamente implementado políticas sociais de fundamental importância para a vida da população. Nesse interim as (os) profissionais DE SERVIÇO SOCIAL, investiram na sua formação, se especializando nas áreas de atuação para desenvolver suas ações de garantia de direitos com respeito e dignidade.
Nos últimos 17 meses as (os) trabalhadoras (a) do Serviço Social da Prefeitura de Imperatriz tem sido vítima de ataques de todas as ordens, entre remanejamento de setores sem qualquer justificativa, retirada de gratificações, precarização das relações de trabalho e uma onda de desmerecimento profissional, marcado pela a falta de material básico para efetivar as atividades, ausência de telefone e de transporte, deixando as equipes sem condições de garantir os direitos da comunidade usuária dos serviços.
Os profissionais da saúde da alta complexidade, foram substituídos por outros sem formação específica, comprometendo a qualidade do serviço. Para se ter uma noção da gravidade da situação, faleceram três pacientes do CAPS em um curto espaço de tempo. Atitudes de perseguição, por razões pessoais são recorrentes, o que coloca em risco os direitos fundamentais de toda a população e impõe às trabalhadoras (es), insegurança, assédio moral, precarização do trabalho sofrimentos e adoecimentos.
No início do mês de maio, as trabalhadoras da Assistência Social – SEDES – foram surpreendidas com a retirada da Gratificação que complementa seus míseros salários. Gratificação está prevista na Norma Operacional Básica – RH de 2006. Após mobilização e reclamação a gratificação foi devolvida, que esperamos não voltar a ser objeto de dúvidas à administração pública municipal.
O Governo Municipal se alia de forma categórica ao Governo Federal retirando direitos e desrespeitando a todas (os).
Nesse 15 de maio, dia das (os) Assistentes Sociais, a forma de nós estudantes nos solidarizarmos com todas (os) servidoras públicas, em especial as (os) Assistentes Sociais, é publicizar esta triste realidade.
EM DEFESA DA NOSSA FUTURA PROFISSÃO
 LUTA E RESISTÊNCIA!

Estudantes do Curso de Serviço Social da Faculdade Pitágoras

sábado, 12 de maio de 2018

A RUA É PÚBLICA? EM IMPERATRIZ VAI DEIXAR DE SER...

Nos últimos anos o crescimento de Imperatriz trouxe como efeitos colaterais uma série de problemas de trânsito, pequenos engarrafamentos já são vistos diariamente em pontos críticos de tráfego na cidade, mas certamente o mais grave problema é a falta de áreas para estacionamento no centro da cidade.
A falta de educação de alguns cidadãos e empresas que demarcam espaços públicos de estacionamento e a ocupação irregular dos mesmos espaços por comerciantes ambulantes, os populares camelôs, são claramente ações que fazem piorar ainda mais o problema da falta de áreas para estacionamento no centro da cidade.
Ainda há o setor do Mercadinho que ano após ano vai piorando sem que nenhum Secretário de Trânsito, Prefeito ou a Câmara Municipal tenha coragem de criar um horário regulamentar para carga e descarga.
Um gestor compromissado com as demandas da população certamente atacaria esses problemas de frente e buscaria solucioná-los de forma que o interesse da maioria fosse respeitado.
Mas infelizmente esse não é o caso de Imperatriz, demonstrando uma visão "míope" em relação aos problemas da cidade a gestão municipal teve a "brilhante" ideia de cobrar para estacionar no centro da cidade, o típico caso em que se mata o doente para tratar a doença.
Lembrando que muitas pessoas que estacionam no centro da cidade trabalham lá, são comerciários, que em sua maioria tem salário comissionado e estão passando por dificuldades em função da queda das vendas, agora vão ter que pagar pra estacionar seus veículos no centro da cidade, ou seja isso vai dificultar ainda mais a vida dos trabalhadores do comercio no centro da cidade, que já não estava fácil...
Isso também pode afastar os clientes do centro da cidade e empurrá-los pros shoppings, que também cobram estacionamento, mas oferecem ambiente mais limpo e climatizado, aumentando ainda mais a crise financeira e gerando fechamento de lojas e ampliando o número de desempregados na cidade.
Nesta mesma semana a prefeitura viveu o problema da insatisfação dos professores da rede municipal que se manifestaram paralisando na quinta e na sexta, "PARABÉNS PREFEITO" o senhor está se tornando especialista em atrair e aumentar a própria rejeição, desse jeito o povo vai sentir saudades do seu antecessor e o senhor faz a alegria da oposição e a tristeza dos seus aliados...






segunda-feira, 7 de maio de 2018

A paralisação dos professores municipais vai ser o primeiro grande teste às habilidades políticas do Prefeito de Imperatriz-MA...

No dia 30 de janeiro deste ano escrevi que o governo do Prefeito de Imperatriz-MA, Assis Ramos-MDB, era como como um "barco sem remos descendo um rio de águas calmas", pois até aquele momento o cenário lhe era tão favorável que tudo parecia ir bem, até demais, todavia  fiz a ressalva que apouca experiência do mesmo e de sua equipe, somada à pouca habilidade política, poderia fazer com que este mesmo barco ficasse incontrolável ou até mesmo à deriva quando adentrasse em águas mais turbulentas.
Talvez essas "águas calmas" em que o governo municipal navega estejam acabando e as turbulências estejam começando,
Nesta segunda-feira (07/05), em assembléia, o STEEI - Sindicato dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino de Imperatriz - decidiu paralisar as atividades docentes nas escolas municipais nos dias 10 e 11 deste mês em repúdio à contraproposta enviada pela prefeitura aos servidores.
Essa paralisação de 2 (dois) dias pode ser o prenúncio de uma greve de professores mais prolongada, que pode vir a se tornar o primeiro grande "teste de fogo" às habilidades políticas do prefeito.
A Constituição Federal, em seu artigo 9º e a Lei nº 7.783/89 asseguram o direito de greve a todo trabalhador, competindo-lhe a oportunidade de exercê-lo sobre os interesses que devam por meio dele defender.
Durante esse período a Câmara Municipal, com 15 dos 21 vereadores na oposição, se manifestará, grevistas se posicionarão estrategicamente pela cidade, e pais e alunos esperarão o posicionamento do chefe do executivo na difícil busca pela solução do problema.
Dificilmente um gestor municipal passa o mandato sem enfrentar uma greve do funcionalismo, praticamente todos passam, mas mesmo com essa quase certeza de que todo prefeito já passou ou vai passar por isso, é uma situação que nunca pode ser considerada fácil para o gestor.
Será um momento que pode vir a se tornar um marco para o prefeito de Imperatriz, pois ele pode calar a boca dos críticos que o acusam de ser ditador, pouco adepto ao diálogo e sem habilidade política, ou calá-los com uma atitude calma, serena e racional que atenda aos interesses dos trabalhadores da educação e da prefeitura, decidindo tudo na mesa de negociações.
Se me perguntassem em qual das opções eu apostaria, eu diria que na primeira...

PENSO, LOGO EXISTO (René Descartes)...

PENSO, LOGO EXISTO (René Descartes)...

Seguem esse blog: